Último ciclo de exibições do Cena Cineclube em 2019 debate a filmografia de Sofia Coppola

Frame do filme “Encontros e Desencontros”, de Sofia Coppola.

As sessões gratuitas acontecerão entre novembro a dezembro, sempre às terças-feiras, com debate mediado por Pedro Azevedo, Emília Schramm, Alan Sousa, Rebeca Karam, Grenda Costa e Renata Cavalcante

Seis longas-metragens e o primeiro curta da premiada diretora Sofia Coppola integram o novo ciclo do Cena Cineclube, que será realizado pelo Porto Iracema das Artes nas terças-feiras de novembro e dezembro. A programação, que conta com exibições gratuitas sempre seguidas de debate com o público, convida o espectador para um mergulho na produção da cineasta americana. As exibições acontecerão a partir das 19h, no CENA 15 e na Escola.

Conhecida por filmes dedicados à profundidade emocional de suas personagens e com um olhar aguçado para a solidão, Sofia fez história pelo reconhecimento do universo feminino no cinema. Na programação, estão reunidos todos os longas-metragens realizados por ela até o momento.

A primeira sessão acontece no dia 5 de novembro, com o filme ‘Encontros e Desencontros’. O debate será mediado pelo bacharel em Cinema e Audiovisual e curador do Cinema do Dragão, Pedro Azevedo. Na semana seguinte, dia 12, é a vez do longa Maria Antonieta, que será discutido pela estudante de Cinema e Audiovisual da UFC, Emília Schramm. Ambas as exibições serão realizadas no CENA 15.

Seguindo a programação, no dia 19 deste mês, ‘Um lugar qualquer’ ocupa a tela do Auditório da Escola. O debatedor será o bacharelando em Cinema e Audiovisual pela Universidade de Fortaleza, Alan Sousa. A última sessão de novembro trará o filme ‘Bling Ringue: a gangue de Hollywood’, com exibição no CENA 15, no dia 26. O debate ficará a cargo da estudante de Cinema e Audiovisual da UFC, Rebeca Karam.

‘O estranho que nós amamos’ abre a programação de dezembro, dia 3, no Auditório do Porto Iracema, com debate realizado pela roteirista e realizadora Grenda Costa. A sessão de encerramento, no dia 10 de dezembro, fará uma exibição ao ar livre, no pátio da Escola, do primeiro longa de Sofia, ‘As virgens suicidas’ e do primeiro curta-metragem da cineasta, ‘Lick the star’ (1998). O debate ficará por conta da realizadora audiovisual, pesquisadora e produtora cultural Renata Cavalcante.

Confira as sinopses AQUI.

Sobre Sofia Coppola

Cineasta, roteirista, produtora e atriz nova-iorquina. Em 2003, recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Original pelo filme ‘Encontros e Desencontros’ e se tornou a terceira mulher a ser indicada para um Oscar de Melhor Diretor. Em 2010, tornou-se a quarta cineasta dos Estados Unidos (dentre eles a primeira mulher) a ganhar o Leão de Ouro, com o drama ‘Um Lugar Qualquer’. Em 2017, consagrou sua carreira ao vencer o prêmio de melhor diretora com o filme ‘O Estranho que Nós Amamos’ no Festival de Cinema de Cannes.

Sobre o Cena Cineclube
Espaço de exibição pública e gratuita de filmes promovido às terças-feiras pelo CENA 15 – Centro de Narrativas Audiovisuais da Escola Porto Iracema das Artes, localizado na Praia de Iracema. Tem como proposta estimular a formação de público e de repertório por meio do encontro de fazedores e pensadores do cinema, convidados a programar as sessões, com o público mais amplo da cidade que se interessa pelo debate dos diversos cinemas do mundo.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Frame de “Um Lugar Qualquer”, de Sofia Coppola.

Sobre os debatedores

Pedro Azevedo

Mestrando em Estudos de Arte pela Universidade do Porto, com especialização em curadoria, museologia e crítica de arte. É bacharel em Cinema e Audiovisual pela Universidade de Fortaleza e atua como curador do Cinema do Dragão desde 2013. Enquanto crítico, já colaborou com o Jornal O Povo nas coberturas dos festivais de Berlim e de Cannes, além de ser membro da Associação brasileira de críticos de cinema (Abraccine). Também ministrou oficinas de crítica e curadoria para o curso de cinema audiovisual da Unifor e foi co-idealizador do TVCine Dragão, programa de debates exibido pela TV Ceará entre 2015 e 2017.

Emília Schramm

É estudante de Cinema e Audiovisual da UFC e realizadora cinematográfica. Trabalhou em filmes como “Tarde à Noite” (2017) e “Deusa Olímpica” (2018). Participou da curadoria de cineclubes e mediação de mostras, como o Circuito Penedo de Cinema (AL), e a Mostra Percursos (UFC). Paralelamente, é cantora e compositora, integrando os projetos musicais Arquelano (projeto integrante do Laboratório de Música do Porto Iracema de 2018) e Emischramm.

Alan Sousa

É bacharelando em Cinema e Audiovisual pela Universidade de Fortaleza. Iniciou na fotografia aos 16 anos e hoje trabalha como retratista e artista visual. É também fotógrafo da Escola Porto Iracema das Artes. Possui cursos e formações nas áreas da direção de fotografia, operação de câmeras, direção e roteiro. Foi diretor e roteirista do curta-documentário ‘Entre Fronteiras’ (2018) e roteirista e diretor de fotografia de ‘Laço Pixelado’ (2018). É também o diretor de fotografia de ‘Dolvina’ (2019), novo longa do diretor Márcio Câmara. Escreve seu primeiro fotolivro com pesquisa relacionada ao pertencer à comunidade negra e LGBTTQ no Brasil de hoje.

Rebeca Karam

É estudante do sexto semestre de Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Ceará. Tem experiência com produção, fotografia e montagem. Realizou o filme universitário “Devolva-me Para Marcele” (2018) e a obra instalativa “Teoria da Bolsa” (2019). Foi monitora do Cine Refluxus – o Cineclube do Curso de Cinema e Audiovisual UFC (2018) e da Mostra Percursos (2019).

Grenda Costa

É formada em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Ceará. Roteirista e realizadora desde 2014, realizou filmes como “Quem sabe um dia eu acordo meio você”, “Fortaleza, 30 de maio de 2014” e “Mais uma história de amor sem título”. Além disso, atua como Assistente de direção, continuísta e produtora, tendo feito parte da equipe de filmes como “O homem que virou armário” de Marcelo Ikeda, “O Clube dos Canibais” de Guto Parente, “Se arrependimento matasse” de Lilia Moema, “Inadequada” de Mylla Fox e “Noturno” de Irene Bandeira. Também atuou como segunda assistente de direção em “Pedra” de Diego Hoefel, “Pacarrete” de Allan Deberton, “Cabeça de Nêgo” de Déo Cardoso e na série televisiva “Lana & Carol”, produzida pela Praia à Noite e Deberton Entretenimento.

Renata Cavalcante

Realizadora audiovisual, pesquisadora e produtora cultural, formada pela a terceira turma do curso de realização da Vila das Artes. Atua como produtora em diversos projetos de cinema no Brasil e atualmente realiza trabalhos como produtora executiva com diferentes parceiros, incluindo o filme ” Pop Ritual” (2019) e “Salto das Lobas”(2017), ambos premiados em diversos festivais no Brasil. Dirigiu os curtas: O sabor do tutano (2013) e Ficar me trouxe até aqui (2016) . Produziu o curta Cinemão (2015), premiado na mostra Olhar do Ceará, do Cine Ceará 2016, e a Vídeo Instalação “A Saída da Fábrica”, de Virgínia Pinho. Trabalhou como Assistente da Coordenação da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes de 2016 à 2019.

Serviço

O quê: Último ciclo do Cena Cineclube em 2019 debate a filmografia de Sofia Coppola

Quando: De 5 de novembro a 10 de dezembro, sempre às terças-feiras

Onde: Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, nº 160 – Praia de Iracema) e CENA 15 – Centro de Narrativas Audiovisuais do Porto Iracema das Artes (Rua José Avelino, 495, Praia de Iracema)

GRATUITO

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Rafaela Leite
Publicado em 29/10/2019