Segunda edição da “Roda de Conversa: Viver o teatro em tempos de exceção” é aberta com apresentação de espetáculo

O espetáculo “O ano que não acabou” será apresentado no dia 16 de outubro. Os convidados da roda de conversa são os artistas Herê Aquino e Ricardo Guilherme.

A próxima ‘Roda de Conversa: Viver o teatro em tempos de exceção’ será aberta com apresentação do espetáculo “O ano que não acabou”, do Grupo Expressões Humanas, no dia 16 de outubro, às 18h, no Estúdio de Audiovisual do Porto Iracema das Artes. A atividade integra um ciclo de conversas que são propostas como espaço para partilha de memórias, experiências, discussões e trocas nas artes cênicas. A atividade, organizada pelos Cursos Básicos de Artes Cênicas da Escola, é gratuita e aberta a todos os interessados.

O espetáculo de abertura do encontro tem direção da diretora, pesquisadora e professora de teatro Herê Aquino. A narrativa conta a história de uma mãe que confina a vida no quarto do filho que desapareceu nos porões da ditadura militar brasileira. Por meio de cenas entrecortadas, o espetáculo pontua fortes críticas a toda repressão ocorrida em 1968 e faz um paralelo com a atual conjuntura política do país. Após o espetáculo, às 19h, tem início a ‘Roda de Conversa: Viver o teatro em tempos de exceção’. Nesta edição, os convidados serão a diretora, pesquisadora e professora de teatro Herê Aquino e o ator, dramaturgo e diretor teatral Ricardo Guilherme.

Sobre os convidados

Herê Aquino

Herê Aquino é diretora, pesquisadora e professora de teatro. Iniciou sua carreira em 1990 quando fundou o Grupo Expressões Humanas. É especialista em Semiótica pela Uece, graduada em Gestão Pública pela Unifor e formada em Direção Teatral pelo Instituto de Arte e Cultura Dragão do Mar. Em sua trajetória participou, como professora convidada em 2000 e 2004, do curso de Arte Dramática (CAD) da UFC, em 2001 e 2003 do Colégio de Direção Teatral do Instituto Dragão do Mar e em 2007 do Curso Superior Tecnológico em Artes Cênicas do CEFET, dirigindo, em todas essas instituições, os espetáculos de conclusão das turmas.

Em 2012 foi coordenadora de teatro da Secretaria de Cultura de Fortaleza. Em 2017 lança o livro, “Grupo Expressões Humanas – Estética, Ética e Poética no trabalho de 25 anos”, com o apoio da Funarte. Em 2019 circula pelo Brasil pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura. Em 2019 completa 29 anos de carreira com 32 espetáculos encenados, a maioria deles tendo participado de importantes editais, festivais e mostras teatrais, acumulando prêmios de Melhor Espetáculo, Direção, Ator, Atriz, Sonoplastia, Iluminação, entre outros.

Ricardo Guilherme

Ricardo Guilherme é ator, dramaturgo e diretor teatral, com 48 anos de atuação no teatro e uma teatrografia de mais de cem espetáculos realizados em quarenta anos e cinco anos de atividade, com trajetória nacional e internacional, além de prêmios como o concedido em 1987 pela Unesco.

Historiador, com livros sobre a história do teatro cearense, premiado pelo Ministério da Cultura, nos anos 1970, por seu trabalho de pesquisador. Contista, cronista, poeta. Professor e um dos fundadores do Curso Superior de Artes Cênicas da UFC, com experiência de ensino em diversas universidades da Europa, da África, da América Central e da América do Norte.

Ricardo Guilherme é especialista em Comunicação Social e em Arte-Educação. Fundador do Grupo Pesquisa (1978) e um dos integrantes da equipe fundadora da Televisão Educativa do Ceará (hoje TVC) e da Rádio Universitária. Diretor do Centro de Pesquisa em Teatro (Fortaleza/CE) e formulador da teoria e do método Teatro Radical (1988), objeto de pesquisa de alguns trabalhos acadêmicos e instrumental de referência do Grupo Pesquisa e das Companhias Pan e Pessoas de Teatro que fundaram a Associação de Teatro Radicais Livres (1998). Apresentador do Programa Diálogo – TV Ceará (atual).

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O quê: Segunda edição da “Roda de Conversa: Viver o teatro em tempos de exceção” é aberta com encenação de espetáculo
Quando: Quarta-feira, 16 de outubro

– Espetáculo “O ano que não acabou”, do Grupo Expressões Humanas, a partir das 18h

– “Roda de Conversa: Viver o teatro em tempos de exceção”, com Herê Aquino e Ricardo Guilherme, às 19h

Onde: Estúdio de Audiovisual e Pátio do Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, nº 160 – Praia de Iracema)

GRATUITO

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Glauber Sobral
Publicado em 04/10/2019