Relação entre dança e fotografia é tema de aula aberta no Porto Iracema das Artes

 

Foto: Ana Mundim

Atividade será realizada pela fotógrafa, bailarina, atriz, DJ e professora da UFC Ana Mundim

Pensar a fotografia como composição coreográfica, desde o primeiro clique até a exposição das imagens, unindo o movimento do corpo ao pensamento por trás da câmera. Este é o conceito de fotocoreografia desenvolvido pela bailarina, fotógrafa, atriz e dj Ana Mundim. Ela estará no Porto Iracema das Artes no próximo dia 7 de novembro, quinta-feira, a partir das 19h, para apresentar a proposta na aula aberta “Fotocoreografias – Fotografias que se movem e fazem mover”.

A relação entre dança e fotografia não é nova, mas a abordagem ainda costuma se limitar ao registro de espetáculos ou de ensaios fotográficos sobre o movimento dançado. Poucas são as fotografias pensadas sob o viés da composição coreográfica. Diferencial da produção fotográfica de Ana Mundim, que atua pensando como entrelaçar os conceitos de composição fotográfica com os de composição coreográfica. Segundo ela, a ideia é “que a própria fotografia seja compreendida como experiência expandida de movimento desde sua feitura até o momento de interação com o público, fazendo-o não apenas fruir da imagem mas sentir-se movido por ela”.

A aula aberta, que tem entrada gratuita, é articulada pelo Programa de Fotopoéticas do Porto Iracema.

Sobre Ana Mundim

Foto de Kayo Webster

Fotógrafa, bailarina, atriz, dj, professora do Curso de Dança da Universidade Federal do Ceará. Fez inúmeros cursos de fotografia com fotógrafos renomados, tais como Elza Lima, Danny Bittencourt, Guy Veloso. Realizou as exposições fotográficas individuais: Perpetua (Campinas); Ventanas (Campinas e Uberlândia); Na Pele (Campinas e Uberlândia); Cartas Abertas ao Desejo (Fortaleza, Campo Grande, Joinville). Participou das exposições coletivas Múltiplos olhares sobre a cidade (Uberlândia), Sertão Imaginário, no Qxas Festival 2018 (Quixeramobim/Quixadá). Participou da exposição coletiva Uberlândia – Múltiplos olhares sobre a cidade. Recebeu o prêmio de medalha de bronze no Brasília Photo Show – International Festival of Photography 2016/2017. Publicou o ensaio Sobre Branco, na revista Cause Magazine – edição Nature (2017). Teve quatro fotografias da exposição Cartas Abertas ao Desejo escolhidas para dois ambientes da Casa Cor MS 2018. E seis fotos selecionadas para o Festival Solar 2018, dentro da exposição Miragem.

Graduada em Dança e Mestre em Artes pela UNICAMP. Doutora em Artes pela UNICAMP e pela UAB (Universitát Autónoma de Barcelona). Realizou estágio pós doutoral pela Universidade de Barcelona, onde ministrou a disciplina Sociologia da Educação, com o Prof. Dr. Jorge Larrosa Bondía. De 2000 a 2012 participou do Grupo República Cênica. É professora do Curso de Dança da Universidade Federal do Ceará. Desde 2010 coordena o Grupo de Pesquisa Dramaturgia do Corpoespaço e atua no Conectivo Nozes. Há oito edições coordena o projeto Temporal – encontros de dança contemporânea e composição em tempo real. Como bailarina participou de várias produções cênicas, dentre elas: Voz Mercê, Entre goivas e cinzel, A história que eu contei, Transparência da carne, Reminiscências, Ambulante, Sobre caviar, chucrute e chuleio, Perpetua, Post-it body, Horses, Dreams, Cartas Abertas ao Desejo, Matagal. Realizou diversas residências artísticas, em locais como Recife, Xangai, Ipatinga, Celrá, Fontcoberta, Faro, Vic, Barcelona, Bacalar, Moreré. Publicou livros como Dramaturgia do Corpo-Espaço e Territorialidade, Corpos em quatro atos, Danças brasileiras contemporâneas: um caledoscópio, Abordagens sobre improvisação em dança contemporânea, Múltiplos olhares sobre processos descoloniais em artes cênicas, dentre outros.

É formada pelo curso de discotecagem da Plugg Artistic. Dj, formada pela Plugg Artistic . Tocou em locais como Bistrô Garrafeira (Fortaleza), Onna Beach (Cumbuco), Colosso Fortaleza (Fortaleza), Zoi Restaurante (Fortaleza), Bistrô au Vin (Fortaleza), Gambiarra – a festa (São Paulo), Domino Bar by Bierzo Food (Barcelona), Sala 575 (Campinas), Palato Casual Food and Drinks, além de festas privadas. Open format dj toca os mais variados estilos musicais, como pop music, brasileira, brasileira remixada, house pop, deep house, souful, afro house – gêneros que mais gosta de ouvir e tocar.

Serviço

O que: Aula aberta “Fotocoreografias – Fotografias que se movem e fazem mover”

Com Ana Mundim

Quando: 7 de novembro, 19h

Onde: Auditório do Porto Iracema das Artes (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema)

Gratuito