Porto Iracema das Artes promove cursos em audiovisual e artes visuais em territórios do programa Ceará Pacífico

Formações acontecem nesta semana em três locais da cidade

Os bairros Bom Jardim, Titanzinho e São Miguel estão sendo contemplados, de segunda a sexta-feira desta semana (17 a 21 de dezembro), com cinco cursos nas áreas de audiovisual e artes visuais, realizados pelo Porto Iracema das Artes em parceria com o Projeto Ceará Pacífico. As formações são inteiramente gratuitas e abertas ao público e acontecem nos períodos da manhã e da tarde, a depender do curso.

Em Audiovisual, serão ministrados dois cursos. O primeiro deles, “Técnicas Audiovisuais Para Dispositivos Móveis”, acontece no Centro de Defesa da Vida Herbert de Sousa (CDVHS), no Grande Bom Jardim, e é mediado por Samuel Brasileiro. A formação conta com 20 vagas preenchidas pelo próprio CDVHS. Já o “Curso Básico de Câmera para Cinema” será ministrado por Gabriela Alencar e acontecerá na Associação de Moradores do Titanzinho, também com 20 vagas preenchidas pela associação.

Já na área de artes visuais, as atividades do “Curso Básico de Fotografia”, com Marília Oliveira e Eduardo Santos, acontecem no Napaz (Núcleo de Ação pela Paz), no bairro São Miguel. O curso tem como pontos de sustentação o fomento das discussões éticas e estéticas da fotografia, bem como do pensamento crítico em imagens, além do contato dos participantes com equipamentos fotográficos para além da câmera do celular. A formação incita o pensamento narrativo em fotografia, convidando os participantes a elaborarem uma ideia a ser desenvolvida durante as aulas de campo.

Sobre o Ceará Pacífico
O projeto “Ceará Pacífico” é coordenado pela vice-governadora Izolda Cela e tem como objetivo construir uma cultura de paz em todo território cearense, agindo a partir de políticas públicas interinstitucionais de prevenção social e segurança pública. A proposta é a melhoria de contexto urbano, apoiando as atividades de grupos de jovens e líderes comunitários em prol de extinguir situações de violências entre as comunidades que compõem a região metropolitana.

Sobre os facilitadores

Samuel Brasileiro

Samuel Brasileiro tem experiência como diretor, assistente de direção e roteirista. Entre suas contribuições na área de audiovisual, destaca-se a atuação como roteirista e diretor do longa-metragem “Quebranto”, participante do Núcleo Criativo da produtora cearense Tardo Filmes e roteirizado em parceria com Natália Maia (em fase de escrita); Produção de finalização do curta-metragem “História de uma pena”, de Leonardo Mouramateus, curta-metragem produzido através de financiamento coletivo Catarse. Continuísta do telefilme “A Guerra da Tapioca”, de Luciana Vieira e Wislan Esmeraldo, Especial de natal da Globo produzido pela Tardo Filmes, 2017; Estreou no Festival de Locarno na Competitiva Internacional de Curtas e teve a sua estreia nacional durante o Festival de Brasília do Cinema Brasília onde foi premiado com o Prêmio Especial do Juri. Período, de 2013 a 2015.

Gabriela Alencar

Gabriela Alencar tem formação em Audiovisual e Novas Mídias pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Como formação complementar, fez cursos livres de assistência de câmera e direção de fotografia em entidades reconhecidas na área, como Academia Internacional de Cinema e Televisão (AICTV RJ) e Academia Internacional de Cinema (AIC SP). Atuou do 23° ao 28° Festival Ibero Americano Cine Ceará Câmera, do Canal Brasil. No seu currículo, atuou no como câmera no videoclipe “Nude”, de Daniel Peixoto; “Cine Holliúdy 2: A chibata sideral”, de Halder Gomes, e como vídeo assistente em “Lana & Carol – O Mundo é Nosso”, de Samuel Brasileiro, e 2ª assistente de Câmera em “Bate Coração”, de Glauber Paiva, “Se Arrependimento Matasse”, de Líllia Moema; “Cine Holliúdy Série”, de Halder Gomes, e “Crônica da Ultima Cidade”, de Victor Furtado.

Marília Oliveira

Marília Oliveira é diretora do Ifoto – Instituto de Fotografia do Ceará, onde ministra cursos de fotografia básica e desenvolve atividades educativas e de fomento e difusão da fotografia. É membro fundadora do Descoletivo, coletivo de fotógrafos que realiza ações de intervenção urbana trazendo a rua exposições itinerantes. Participa da publicação fotográfica Olho de Peixe, atualmente em sua terceira edição. Promove diversas ações urbanas e exposições coletivas na cidade de Fortaleza, tendo como exemplo o “Ensaios para Demolição”, projeto de ocupação artística de imóveis em demolição, reunindo artistas locais e convidados. Realizou a exposição Afetos Urbanos, em 2015, período de lançamento do livro homônimo, parte integrante do projeto. Participou em 2018 dos festivais de arte urbana Além da Rua e Festival Concreto, além de ser selecionada pela segunda vez para a coletiva “Encontros de Agosto”. Coordena, junto a Régis Amora e Elton Gomes, o DEC – Descoletivo Espaço de Criação, espaço para promoção de ações e grupos de criação artística.

Serviço
O quê: Curso “Técnicas Audiovisuais Para Dispositivos Móveis”, com Samuel Brasileiro
Onde: CDVHS no Grande Bom Jardim
Quando: 17 a 21 de dezembro
Gratuito e aberto ao público

O quê: “Curso Básico de Câmera para Cinema”, com Gabriela Alencar
Onde: Associação de Moradores do Titanzinho (Rua São José, 75, Mucuripe)
Quando: De 17 a 21 de dezembro
Gratuito e aberto ao público

O quê: “Curso Básico de Fotografia”, com Marília Oliveira e Eduardo Santos
Quando: 17 a 21 de dezembro
Onde: Território São Miguel – Napaz (Rua José Euclides Ferreira Gomes, 59)
Gratuito e aberto ao público

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Lucas Casemiro
Publicado em: 18/12/2018