Inscrições prorrogadas para os Laboratórios de Criação 2017

UTOPIAS será o eixo norteador dos Programas do Porto Iracema das Artes em 2017, cujas inscrições para os Laboratórios de Criação foram prorrogadas até o dia 26/03 (domingo).

 

Os Laboratórios de Criação estão abrindo o processo de seleção para até 22 novos projetos distribuídos nas áreas de Artes Visuais, Audiovisual, Dança, Música e Pesquisa Teatral, envolvendo 55 artistas, que durante o ano de 2017 receberão tutoria de artistas conceituados nacionalmente na sua respectiva área. As inscrições que iriam até o dia 24 de março, foram prorrogadas até o próximo domingo (26/03). Cada projeto selecionado receberá, para até três participantes, uma ajuda de custo mensal de R$800,00 (oitocentos reais) por artista, durante os sete meses de tutoria.

Os Laboratórios são espaços de experimentação, investigação e desenvolvimento de projetos nos diversos segmentos artísticos, que aglutinarão novos talentos e profissionais que já se encontram no mercado e que demandam atualizações técnica e conceitual. A exemplo dos anos anteriores, os Laboratórios funcionarão em regime de imersão, através de processos formativos de excelência, desenvolvidos em torno de projetos previamente selecionados. Os integrantes receberão orientação de tutores, que conduzirão a qualificação dos projetos, através de consultorias individuais, oficinas, palestras e atividades em conexão com os demais segmentos e cursos. Os Laboratórios desenvolverão experiências artísticas a serem apresentadas em suas condições processuais.

Em seu quinto ano letivo, a escola elegeu o debate sobre as UTOPIAS, como eixo norteador de suas ações formativas. “A ideia é potencializar a discussão sobre o viver, sonhar e criar num mundo conturbado ao extremo por tensões políticas, autoritarismos e violências”, observa a diretora do Porto Iracema das Artes, Elisabete Jaguaribe. Ela esclarece que a escolha de temáticas norteadoras sempre é baseada na observação das experiências formativas e das questões que emergem neste processo. “Vivemos um ano de 2016 muito tensionado por um cenário nacional e internacional de autoritarismo e intolerância em todos os aspectos. Os artistas que desenvolveram projetos no Porto Iracema trataram destas questões de algumas formas em processos que sugeriram claramente a urgência de aprofundarmos o debate em 2017”.
A definição das temáticas norteadoras é feita numa avaliação em que as coordenações de áreas recuperam as questões recorrentes nas práticas formativas. A ideia é provocar o debate sobre as formas como os artistas respondem às contradições desse tempo. Neste processo, a possibilidade de novas utopias coloca-se na perspectiva da “exploração de novas possibilidades e vontades humanas” por meio da insurgência da imaginação ao que está estabelecido, em nome de “algo radicalmente melhor que a humanidade tem direito de desejar”, observa Elisabete Jaguaribe, recorrendo à propositura do sociólogo Boaventura de Sousa Santos.

O debate sobre UTOPIAS tem início no Navegações Estéticas, conjunto de oficinas e master classes que abrem os Percursos de Formação Básica. No dia 27 de março, quando se celebra o Dia Mundial do Teatro, o dramaturgo e diretor Márcio Marciano realiza a master class “O fazer teatral como exercício diário da construção de uma utopia”. A partir de suas experiências de pesquisa e criação na Cia. do Latão (SP) e, mais recentemente, no Coletivo Alfenim (PB), reflete sobre o teatro como lugar de resistência. Na área de Artes Visuais, a escritora, professora e crítica de arte Veronica Stigger, proporá uma leitura de fotografias de indígenas produzidas pelo antropólogo Eduardo Viveiros de Castro, identificando experiências corporais que escapam àquelas posições e gestos tradicionalmente reservados ao corpo no que chamamos de ‘Ocidente’.
Durante o ano de 2017, vários processos serão orientados na perspectiva de debates em torno das possibilidades de novas utopias. “O que não quer dizer que a escola se fechará em torno desta temática” – esclarece a professora, observando que o Porto Iracema orienta-se no sentido de ser um ancoradouro do livre debate. “A nossa responsabilidade é observar as questões que emergem no processo e nos impõem a necessidade de aprofundamento. Mas a experiência artística é surpreendente e pode nos interpelar em outros sentidos, no decorrer de 2017” – finaliza.

 


Os Laboratórios de Criação já desenvolveram mais de 80 projetos entre roteiros para cinema, peças de teatro, shows musicais e CDs, espetáculos de dança e exposições envolvendo mais de 220 artistas. Confira também no nosso site o regulamento completo para inscrições nos Laboratórios de Criação 2017.
O Porto Iracema das Artes, inaugurado em 29 de agosto de 2013, é o braço formativo e de criação cultural do Instituto Dragão do Mar de Arte e Cultura, ligado à Secretaria de Cultura do Governo do Estado do Ceará. O Porto Iracema das Artes tem como objetivo funcionar como um fértil porto de experiências estéticas, um ancoradouro de ideias e pensamento, um lugar de trocas e de partilhas simbólicas. Uma Escola de Formação e Criação de Cultura, que desenvolve processos formativos com vistas a formar uma geração de jovens criadores, nos diversos campos das artes. Um lugar de reflexão. Um espaço de cultura, no sentido mais plural do termo, no sentido da invenção poética, daquela que lança mão dos saberes para construir novas formas de vida.

 

 

SERVIÇO:

 

Inscrições Laboratórios de Criação

Inscrições: até 26/03 (DOMINGO)

Local: www.portoiracemadasartes.org.br

CRONOGRAMA- Cronograma de inscrição para os Laboratórios de Criação

REGULAMENTO- Regulamento de inscrição dos Laboratórios de Criação

INSCRIÇÕES- Sistema de Inscrição Online dos Laboratórios de Criação

 

Categorias: Sem categoria

Comentário Encerrados.