O Sagrado e o Profano, as Vozes de uma Cidade

Resumo: A relação entre o sagrado e o profano na cidade de Juazeiro do Norte é o centro desta pesquisa, que investiga os fenômenos religiosos e suas manifestações sociais. O grupo visa resignificar os sons produzidos pela cidade, gerando um trabalho corporal do ator por meio dessa sonoridade, que nasce desse aspecto cultural que atrai visitantes do mundo inteiro.

Tutora: Mônica Montenegro. É pesquisadora da voz cênica, especialista em voz e fonoaudióloga. Desde 1988 trabalha na preparação e orientação do uso da voz na expressividade de atores.  É professora da Escola de Arte Dramática – EAD/ECA/USP, na disciplina Voz e Expressão Vocal desde 1998. Trabalhou com diversos diretores de teatro, entre eles, Antunes Filho; Antônio Araújo (Teatro da Vertigem); Enrique Diaz e Luis Fernando Marques (Grupo Teatro XIX). Foi bailarina-intérprete da Cia 8 Nova Dança, direção de Lu Favoreto (1999/2000). É diretora e orientadora vocal da Cia Movimento Cênico Bem Dito Seja. É membro-fundador e leitora da Cia. de Leitores Públicos, na qual também coordena grupo de pesquisa regular em leitura de literatura em voz alta. Nos últimos anos tem desenvolvido pesquisa performativa sobre a enunciação na cena: voz, palavra e discursividades. Atualmente é pós-graduanda no Centro de Artes Cênicas – USP.

Artistas pesquisadores: Nilson Matos, Emanoel Siebra, Eudes Filho, Lucivânia Lima, Jamal Corleone, Raqueline Barros, Suimara Evelyn, Stella Bonfim e Teresa Melo, integrantes do grupo Coletivo Atuantes em Cena.

Mais informações: clique aqui