Nayra Costa

Resumo: A partir de sua experiência com a voz, que se apropriou das mais diferentes escolas musicais – como o soul, blues, jazz e reggae – em que prevalecem releituras e recriações, o projeto de Nayra Costa propõe a pesquisa em criação. Ao lado dos multi-instrumentistas Claudio Mendes e Pedro Madeira, serão investigadas estas sonoridades já diluídas em seu canto, bilíngue, para resultar  em novas composições, enfatizando as experiências rítmicas e melódicas.

Eduardo BiD

Multi-instrumentista, compositor, DJ e produtor. Vem registrando sua marca e sonoridade desde 1985. Produziu Afrociberdelia e CSNZ (discos de ouro de Chico Science & Nação Zumbi) e vários discos brasileiros e internacionais. Gravou álbuns autorais e fez remixes para Tribalistas, Jorge Benjor e Planet Hemp. Atuou dois anos na gravadora Capitol Records, em Los Angeles. De volta ao Brasil em 1993, compôs trilhas cinematográficas como “O Primeiro Dia”, de Walter Salles Jr. e “Chega de Saudade”, de Lais Bodanzky, entre outros. Realizou produções e parcerias com Seu Jorge, D2, Rappin’ Hood, Mundo Livre S/A, Marina Lima, Arnaldo Antunes, Fernanda Abreu, Daúde, Otto, Mariana Aydar. Foi convidado para fazer os álbuns da banda chilena Chancho em Piedra (ambos discos de platina) e o CD Manual Prático de uma Vida Banal, da banda portuguesa de hip hop Da Weasel, outro disco de platina. Em 98 formou a big band Funk Como Le Gusta, com 13 músicos. BiD se desligou da FCLG em 2005 e partiu em carreira solo com o disco “Bambas & Biritas vol. 1”, lançado na Europa, Japão e no Brasil, incluindo faixa inédita de Chico Science.

Artistas pesquisadores:  Nadja Nayra Costa da Silva, Pedro de Alcântara Madeira e Cláudio Mendes.