Mostra Sesc Cariri 2017 seleciona projetos dos Laboratórios de Teatro e Dança

“Imaginário Criador” e “Ibirapema, o forró que eu faltei” estão entre os 75 selecionados para compor a Mostra, que acontece em novembro, na região do Cariri

 

Imaginário Criador

 

Dois projetos desenvolvidos nos Laboratórios de Criação do Porto Iracema das Artes foram selecionados para a 19ª edição da Mostra Sesc Cariri de Culturas. O evento, que acontece de 10 a 14 de novembro, no sul do Estado, bateu recorde de inscrições. Ao todo foram 3.244 trabalhos inscritos, superando a marca de 1.857 de 2016. Entre os 75 selecionados para a Mostra, estão o projeto de teatro “Imaginário Criador”, de Quixeré, interior do Ceará, e “Ibirapema, o forró que eu faltei”, de Fortaleza. Eles passaram pela escola em 2016.

O Imaginário Criador, da Trupe Motim de Teatro, é resultado do Laboratório de Pesquisa Teatral, que tem como objetivo o fomento do desenvolvimento de projetos que articulam pesquisa e criação, proporcionando o cruzamento entre a prática teatral, em suas diversas dimensões, e reflexões estéticas e conceituais.

Tendo como intérpretes os atores Henrique Oliveira e Diego Anderson, de Quixeré, município distante 218 km da capital cearense, o espetáculo está entre outros 27 de artes cênicas que serão apresentados na Mostra durante os dias 11, 12 e 13 de novembro, nos municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha.

Henrique Oliveira fala sobre o surgimento do Imaginário Criador. “A ideia surgiu em 2015, de um sonho que eu tive com um maquinário que tinha vida, uma espécie de ‘máquina-carro’ feito de materiais reciclados, com bonecos feitos de sucata e de várias formas de manipular”, explica.

Em 2016, juntamente com Diego Anderson, ele inscreveu a proposta no Laboratório de Teatro do Porto Iracema. “Convidamos a Jéssica Teixeira, do grupo Comedores de Abacaxi SA (Fortaleza), para ajudar a gente com a produção e direção do espetáculo, e o Luciano Wieser, que é de Canoas (Rio Grande do Sul), para ser nosso tutor”, detalha Henrique.

Para compor o espetáculo-performance, o grupo mescla artes plásticas com teatro de animação e utiliza várias técnicas de manipulação de bonecos. A ideia é gerar uma reflexão sobre como materiais reciclados encontrados em ferros velhos e lixões podem dar vida a um espetáculo sempre cheio de metamorfoses e transformações. Uma referência, segundo Henrique, à obra “A Metamorfose”, do escritor Franz Kafka.

Todo o material utilizado no espetáculo foi construído pelos próprios integrantes da trupe em parceria com Toinho de Toni, da Cia Carcará de Cultura (Quixeré/CE). A direção musical é de Rami Freitas, de Fortaleza.

Espetáculo “Ibirapema, o forró que eu faltei”

DANÇA

Outro espetáculo selecionado para a Mostra foi “Ibirapema, o forró que eu faltei”. O projeto estético-cênico realizado pela Omì Cia de Dança (Fortaleza) também integrou o Laboratório de Dança do Porto Iracema em 2016. A proposta do espetáculo é articular matrizes da cultura popular que influenciam e compõem o movimento do forró, a fim de traçar uma trajetória histórica que olha para a ancestralidade, assumindo a difícil missão de articular a cena das danças contemporâneas por intermédio de elementos das tradições populares. Eles se apresentam no dia 11 de novembro, às 18h, no Teatro Patativa do Assaré, em Juazeiro do Norte.

Clarissa Costa, co-diretora do projeto, explica que o espetáculo é um desejo antigo do grupo, que há três anos resolveu mergulhar na criação cênica. “Nós da Cia Omì somos diariamente alimentados pela herança cultural do forró vivido na família do diretor Éder Soares, que há pelo menos oito anos já sonhava com um espetáculo que apresentasse o forró longe dos estereótipos”. Ela detalha que, no Ibirapema, é evidenciada uma retomada histórica, que não tem a ver com apegar-se ao velho e conservador, mas sim, a um eficaz dispositivo de atualização e subversão de um novo, capaz de ser inventivo e substancial”.

 

SERVIÇO

O que: Apresentação “Imaginário Criador”, na Mosrtra Sesc Cariri 2017
Quando: 11, 12 e 13 de novembro, todas as apresentações às 17h
Onde: dia 11 na Praça da Estação (Juazeiro do Norte), dia 12 na Rede Ferroviária Federal (FFSA – Crato) e dia 13 na Rua do Vídeo (Barbalha)
GRATUITO

O que: Apresentação espetáculo “Ibirapema, o forró que eu faltei”, na Mostra Sesc Cariri 2017
Quando: 11 de novembro, às 18h
Onde: Teatro Patativa do Assaré (Juazeiro do Norte)
GRATUITO