Madrinha de Guerra

Resumo: Fortaleza, 2015. Celina relê antigas cartas de Amaro, um correspondente português, à época soldado em Angola, relembra seu passado e decide reencontrá-lo, apesar da oposição da família e do medo do que está por vir. A busca de Celina será o fio condutor da narrativa que será desenvolvida.

Roteiristas: Samarkandra Pereira dos Santos Pimentel e Fernando Antonio Amaral Pimentel