Laboratório de Dança realiza oficina “Fluxos d’Água (Corpo-Água)” em Fortaleza

Atividade acontece nos dias 6 e 7 de dezembro 

O Laboratório de Dança do Porto Iracema das Artes realizará nos dias 6 e 7 de dezembro, das 14h às 17h, a oficina “Fluxos d’Água (Corpo-Água)”, ministrado pela artista Cátia Costa, na sala de dança da Escola. A atividade oferta 20 vagas, é gratuita, aberta ao público e voltada para atores, atrizes, dançarinos, dançarinas e performers.

A oficina vai abordar as vivências do universo sensível das práticas e sensibilidades das naturezas aquáticas e suas variações dramatúrgicas corporais embasados nas espiritualidades pretas (Umbanda, Candomblé, Samba e Capoeira), asiáticas (Yoga, Tai Chi Chuan e Chi Kung) e/ou nipônicas (Butoh).

Cátia Costa ministrou a mesma formação em novembro no município de Itapipoca, onde se desenvolve o projeto “CorpoCatimbó”, do Laboratório de Dança 2018.

Sobre Cátia Costa

Desde 1990, Cátia Costa vem atuando na área das Artes Cênicas como atriz, preparadora de atores, spiritual coach, diretora teatral e performer, a partir de mais de 17 anos de experiência junto a Companhia Polo de Teatro e Dança na cidade de Niterói. No final do ano de 2009 conclui o curso de Licenciatura Plena em Artes Cênicas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Nesse período atuou em companhias e/ou núcleos de pesquisas acadêmicas em Artes Cênicas na cidade do Rio e no interior do Estado, como Companhia da Ação (Resende); Coletivo Muanes de Dança Negra; (RJ); Neppaa (Núcleo de Estudos das Performances Afro e Ameríndia da Unirio); Coletivo Bonobando (Complexo da Penha); Teatro da Lage (Complexo da Penha); Companhia Bondrés (RJ); Grupo Pedras de Teatro (Rj); Teatro de Operações (RJ); Confraria do Impossível (RJ).

A artista desenvolve, desde então, uma pesquisa metodológica e cênica na preparação de atores e ou performers a respeito das corporeidades afro-brasileiras atravessadas pelo viés da Dança Butoh japonesa e seus pressupostos filosóficos. Atualmente, assina e atua na criação de quatro espetáculos no Rio de Janeiro: Desertos de Laíde; direção: Luiz Monteiro, (função: Preparação Sensorio- Corporal) O Encontro Malcom X & Martin Luther King JR; direção: Isaac Bernat, (função: Direção de Movimento) Eu, amarelo; direção: Isaac Bernat (função: Direção de Movimento) e Esperança na Revolta; direção: André Lemos (função: Atriz e Direção de Movimento).

Serviço

O quê: Laboratório de Dança realiza oficina ““Fluxos d’Água (Corpo-Água)” em Fortaleza 

Quando: 6 e 7 de dezembro, das 14h às 17h

Onde: Sala de dança do Porto (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema)

Público Alvo:  atores, atrizes, dançarinos, dançarinas e performers

 

 

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Glauber Sobral

Publicado em 27/11/2018