Inventário para poéticas futuras

Inventário para poéticas futuras

Artistas/pesquisadores: Rafael Martins, Ricardo Tabosa, Tatiana Amorim e Yuri Yamamoto.

Pesquisa, escrita e montagem do próximo espetáculo do Grupo Bagaceira, em parceria com o dramaturgo e diretor Alexandre Dal Farra, o projeto é motivado pela possibilidade do grupo acabar, após 18 anos de atuação. Para ressignificar a ideia da morte no palco, estabelece um paralelo com o caos político do país, renovando a energia criativa e a existência do grupo.

Tutor:

Alexandre Dal Farra – Tutor do projeto “Inventário para poéticas futuras”, de Rafael Martins, Ricardo Tabosa, Tatiana Amorim e Yuri Yamamoto

Doutorando pelo PPGAC da ECA/USP e mestre pelo Departamento de Letras Modernas da FFLCH – USP, Alexandre é dramaturgo, diretor e escritor. Indicados a todos os principais prêmios brasileiros, seus textos foram apresentados em todo o país e também no exterior. Mateus, 10 (2012) foi vencedor do prêmio Shell de melhor autor. Foi indicado a diversos prêmios, pelos textos Abnegação III – Restos (Aplauso Brasil, finalista), Abnegação 1 (APCA, 2014 editado na França pela Les Solitaires Intempestifs), O Filho (APCA, 2016). Em 2017 estreou na MITsp o espetáculo BRANCO: o cheiro do lírio e do formol. Lançou em 2013 o seu primeiro romance, Manual da Destruição, pela editora Hedra.

Em 2015 escreveu Abnegação II – O começo do fim, indicado ao Prêmio Aplauso Brasil de melhor autor. Escreveu também O FILHO, para o Teatro da Vertigem, texto indicado ao prêmio APCA 2015, e ao Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Escreveu BRUTO, para o Núcleo Experimental do SESI, dirigida por Luiz Fernando Marques. Escreveu a peça TEOREMA 21, para o grupo XIX de Teatro, e a peça Abnegação 3, para o Tablado de Arruar.