III SIRIM debate “A modernidade em Nepomuceno” com grandes nomes da música de câmara nacional e internacional

Evento chega ao seu quarto e penúltimo encontro na próxima segunda-feira, 16, com expoentes da música orquestral no Brasil e no mundo através de transmissão em live no Facebook e no YouTube da Escola

O pesquisador e professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Luiz Guilherme Goldberg, e o maestro e arranjador Júlio Medaglia são os próximos convidados do III SIRIM – Simpósio de Regência e Interpretação Musical Alberto Nepomuceno em foco. Eles participam do debate “A modernidade em Nepomuceno” na próxima segunda-feira, 16, às 20h, no Canal do YouTube e no Facebook do Porto Iracema das Artes. A mediação da atividade é da cantora e também pesquisadora Anna Maria Kieffer. 

Maestro Júlio Medaglia. Foto: Nadja Kouchi.

Os convidados da noite somam extensos repertórios e influências de destaque no Brasil e em vários países mundo afora, tendo Guilherme Goldberg desenvolvido pesquisa de doutorado e pós-doutorado, esta em Lisboa (PT), ambas sobre o maestro cearense, recebendo menção honrosa do Prêmio Capes de Teses (2008) pela primeira. Na sequência, Júlio Medaglia, que é um expoente da regência sinfônica, atuando como regente de orquestras brasileiras e europeias prestigiadas, como na Filarmônica de Berlim, e da música nacional popular, sendo um dos fundadores do Tropicalismo, além de possuir uma longa carreira nacional em rádio e TV. Some-se a atuação em pesquisa e os 25 lançamentos de CDs, CDs-livros e DVDs de Anna Maria Kieffer, que também desenvolve docência.

Professor Luiz Guilherme Goldberg.

O III SIRIM ocorre em uma parceria da Escola Porto Iracema das Artes com o Grupo de Pesquisa IRIM – Investigação em Regência e Interpretação Musical (Uece/CNPQ). Todo o evento busca revisitar e divulgar as obras de Alberto Nepomuceno, uma homenagem ao maestro e compositor cearense no centenário de sua morte, como parte da programação especial “Ano Alberto Nepomuceno”.

Todos os encontros estão disponíveis no canal do YouTube do Porto Iracema. O primeiro encontro do Simpósio ocorreu em agosto, com mesa redonda de tema “Modinha e as canções de Nepomuceno”, seguida de “Aspectos da obra instrumental de Alberto Nepomuceno” em setembro. O último discutiu “Alberto Nepomuceno: entre a História e a Ficção”. Pesquisadores e artistas de destaque nacional que se dedicam ao estudo da obra e do legado do maestro integram os debates.

Anna Maria Kieffer, mediadora do debate e uma das curadoras do Ano Alberto Nepomuceno.

ENCERRAMENTO

O evento será finalizado no dia 14 de dezembro, com a presença do poeta e repentista Geraldo Amâncio, do poeta e cordelista Geraldo de Almeida Nobre e da professora Elba Braga Ramalho na mesa-redonda “Aspectos da Tradição em Nepomuceno e a cantoria nordestina”. A mediação será realizada pelo professor e pesquisador Gilmar de Carvalho.

Toda a programação tem curadoria de uma comissão formada pelos músicos e pesquisadores Elba Braga Ramalho, Gilmar de Carvalho, Inez Martins Gonçalves, Anna Maria Kieffer e Marcio Landi. O evento conta, ainda, com a parceria da Universidade Estadual do Ceará e do Curso de Música da UECE.

● III SIRIM – SIMPÓSIO DE REGÊNCIA E INTERPRETAÇÃO MUSICAL “ALBERTO NEPOMUCENO EM FOCO”

16 de novembro – Segunda-feira – 20h
A modernidade em Nepomuceno
Com Luiz Guilherme Goldberg e Júlio Medaglia
Mediação: Anna Maria Kieffer
Onde: Youtube e Facebook do Porto Iracema das Artes

14 de dezembro – Segunda-feira – 20h
Aspectos da Tradição em Nepomuceno e a Cantoria Nordestina
Com Geraldo Amâncio, Guilherme de Almeida Nobre e Elba Braga Ramalho
Mediação: Gilmar de Carvalho
Onde: Youtube e Facebook do Porto Iracema das Artes

Sobre os convidados de novembro

Luiz Guilherme Goldberg

Luiz Guilherme Duro Goldberg possui graduação em Canto e Instrumentos – Bacharelado em Piano pela Universidade Federal de Pelotas (1986), mestrado em Música, com ênfase em Práticas Interpretativas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000), onde também concluiu seu doutorado em Música – Musicologia (2007). A tese aí desenvolvida (Um Garatuja entre Wotan e o Fauno: Alberto Nepomuceno e o modernismo musical no Brasil) foi distinguida com menção honrosa no Prêmio Capes de Teses 2008. Possui pós-doutorado na linha de Musicologia Histórica junto ao CESEM, FCSH, na Universidade de Lisboa, onde desenvolveu a pesquisa À procura de Artèmis, que trata do psicodrama lírico Artémis, de Alberto Nepomuceno. Atualmente é professor associado no Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas.

Júlio Medaglia

Júlio Medaglia diplomou-se em regência sinfônica na Alemanha, na Meister-klasse da Escola Superior de Música da Universidade de Freiburg. Fez curso de alta interpretação sinfônica com Sir John Barbirolli, de quem foi assistente. Viveu na Alemanha por mais de 10 anos, atuando também na rádio e na TV, regendo algumas das mais importantes orquestras, inclusive a Filarmônica de Berlim. Estudou com Pierre Boulez e Stockhausen. Além de sua atividade como maestro no Brasil e no exterior, compôs mais de uma centena de trilhas sonoras para teatro, cinema e televisão. Uma seleção de músicas de suas trilhas foi gravada pelo conjunto de sopros da Filarmônica de Berlim (BIS 952).Tem também arranjos gravados pelos 12 cellos dessa Filarmônica (EMI). Em sua passagem pela música popular, foi um dos fundadores do Tropicalismo. É o autor do arranjo original da música Tropicália, de Caetano Veloso, que deu origem ao movimento. É autor do Hino da Universidade de S. Paulo com o poeta Paulo Bomfim. Foi diretor do Instituto Estadual de Comunicação do Rio, diretor da Rádio Roquette Pinto do Rio; Supervisor Musical Artístico da Rede Globo; Diretor Artístico do Teatro Municipal de São Paulo e regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal; diretor artístico de Teatro Municipal do Rio de Janeiro; diretor do Festival de Inverno de Campos do Jordão; diretor da Universidade Livre de Música; diretor artístico do Centro Cultural São Paulo; regente da Sinfônica de Teatro Nacional de Brasília.

Para o Teatro Amazonas criou a Amazonas Filarmônica com músicos de vários países do mundo. Por ocasião das homenagens a Carlos Gomes pela passagem dos 100 anos de seu falecimento, regeu e gravou em vídeo e CD com os 200 artistas da Ópera Nacional da Bulgária a ópera O Guarany, evento transmitido por vários países europeus pela Eurovisão. Apresenta há 30 anos programa diário na Rádio Cultura FM de S. Paulo (Fim de Tarde). Produz e rege a orquestra da TV Cultura de São Paulo no programa Prelúdio, transmitido em cadeia nacional há 10 anos. Esse programa acaba de receber o prêmio de “melhor projeto cultural da TV brasileira” pela A.P.C.A. Membro da Academia Nacional de Música. Recebeu do Ministério da Cultura a “Grã Cruz” da Ordem do Mérito Cultural. Recebeu a mesma honraria na Hungria por suas interpretações de obras de autores daquele país. Por seus 5 livros e mais de 500 artigos, foi eleito para a Academia Paulista de Letras para a cadeira de nº 3 que pertenceu a Mário de Andrade.

Anna Maria Kieffer

Dedica-se à pesquisa e à divulgação da música antiga, da memória musical do Brasil e da música vocal contemporânea, tendo participado como cantora, curadora e criadora de festivais no Brasil, Américas e Europa. É autora de trilhas sonoras para cinema, exposições e espaços museológicos, bem como de roteiros para obras interdisciplinares de sua concepção. Exerce atividade docente e tem seus textos publicados em revistas e livros especializados. Está associada ao Studio de Recherches et de Sructurations Électroniques – Auditives, em Bruxelas, e é membro da EMF – Electronic Music Foundation, em Albany, Nova York. Tem 25 CDs, CDs-livros e DVDs gravados no Brasil e exterior.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há sete anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O que: III SIRIM debate “A modernidade em Nepocumeno” com grandes nomes da música de câmara nacional e internacional
Quando: segunda-feira, 16, às 20h
Onde acessar: Facebook e canal do YouTube do Porto Iracema das Artes

Equipe de Assessoria de Comunicação do Porto Iracema das Artes | Texto: Pedro Victor Lacerda (estagiária) | Supervisão e edição: Pâmela Soares
Publicado em /11/2020