Horizonte Aparente

Horizonte Aparente

Artistas/pesquisadores: Ayrton Bob Pessoa, Jônatas Gaudêncio e Raí Santorini.

Idealizado pelo compositor Ayrton Pessoa, a proposta é de uma investigação musical em que “dois artistas viajam por lugares, metrópoles desabitadas, desertos e oceanos, com sons, geografias imaginárias e formas de habitar”. Essa criação musical é uma parceria com o clarinetista Jônatas Gaudêncio e Raí Santorini no desenho de luz.

Tutor:

Benjamim Taubkin – Tutor do projeto “Horizonte Aparente”, de Ayrton Bob Pessoa, Jônatas Gaudêncio e Rai Santorini

Benjamim Taubkin iniciou os estudo de piano aos 18 anos e logo passou a se dedicar integralmente a esta atividade. Participou como músico e/ou produtor de mais de 150 discos. É responsável pelo projeto Núcleo Contemporâneo, gravadora, produtora e centro cultural na cidade de São Paulo. Desde 1997, iniciou diferentes projetos musicais, como a Orquestra Popular de Câmara, o conjunto de choro Moderna Tradição, o trabalho com o grupo de música tradicional Clareira, o quarteto de jazz Trio+1 e o coletivo América Contemporânea, que reúne músicos e repertório de países da América do Sul. Vem colaborando com músicos de diversos países como Marrocos, África do Sul, Índia, Israel, Espanha e Colômbia. Entre os projetos recentes estão Fronteiras Imaginárias, com o saxofonista colombiano Antonio Arnedo; Sons de Sobrevivência, com o duo Soukast; O Pequeno Milagre de Cada Dia, com João Taubkin e o músico Israelense Itamar Doari; Música na Serrinha, com músicos de todo o mundo , entre os quais Marcos Suzano, Jaques Morelenbaum e Mayra Andrade; e o filme O Piano Que Conversa, documentário que retrata encontros musicais do pianista, no país e também na Bolívia e na Coreia do Sul. Tem participado regularmente de festivais, residências e concertos em todo o planeta. É membro do Fórum Europeu de Festivais de Música do Mundo e da Associação Ibero-Americana para o Desenvolvimento da Música.