Grupo Terceiro Corpo apresenta o espetáculo “Asja Lacis já não me escreve”, nesse sábado (18)

 

O grupo de teatro Terceiro Corpo apresenta no dia 18 de fevereiro, o espetáculo ‘Asja Lacis já não me escreve’, no Teatro do Dragão do Mar, às 19h, com entrada gratuita. O espetáculo gira em torno da atriz e diretora teatral, Asja Lacis. A transcrição dramatúrgica e a direção fica a cargo de Maria Vitória, com elenco formado pelos atores Juliana Carvalho, Marcos Paulo e Nádia Fabrici. O projeto de ‘Asja Lacis já não me escreve’, participou do Laboratório de Criação em Pesquisa Teatral 2015 da Escola Porto Iracema das Artes.

O Grupo Terceiro Corpo, que é formado por Jéssica Teixeira, Juliana Carvalho, Marcos Paulo, Maria Vitória, Nádia Fabrici e Sara Sínteque, surgiu de uma grande vontade de pesquisar o trabalho do ator. Desde fevereiro de 2014, o grupo se reúne sistematicamente e vem dando vida aos laboratórios de criação em torno do trabalho do ator a partir da premissa do solo coletivo. A primeira peça escolhida para montagem, Tudo ao Mesmo Tempo Agora, escrita por Maria Vitória, foi agraciado pelo Prêmio de Dramaturgias Femininas e foi a base para o primeiro laboratório de ator desenvolvido pelo Grupo Terceiro Corpo. Essa ideia de solo coletivo trabalha com o conceito de personagem partilhada, na qual o público tem apenas uma personagem em cena e mais de um ator para representá-la.

‘Asja Lacis Já Não Me Escreve’ no Porto Iracema das Artes
Foto: Angélica Maia

Para os integrantes do grupo Terceiro Corpo, montar esse espetáculo, representa a consolidação e o compartilhamento de uma pesquisa que se desenvolve há mais de dois anos, movida pela realização de um sonho que a cada encontro se concretiza, onde a montagem é o resultado de um processo natural, decorrente de laboratórios de criação.

O espetáculo traz imagens que estão atreladas e interligadas pela dramaturgia (que emerge dessa pesquisa), mas que, para além dela, entrelaçam-se e interligam-se na vida. O projeto é apoiado pelo Porto Iracema das Artes – Escola de Formação e Criação do Ceará e pelo Programa de produção e publicação em artes 2016 de Fortaleza – Instituto Bela Vista/ SECULTFOR”.
Sinopse do espetáculo: 

Asja Lacis, colaboradora de Meyerhold e de Eisenstein, próxima do grupo de Maiakóvski, foi amante de Walter Benjamin e por intermédio dela Brecht e Benjamin se conheceram. No início da Segunda Guerra Mundial, ela desapareceu num campo de concentração stalinista. “Asja Lacis já não me escreve”, registra Brecht em seu diário de janeiro de 1939. O Grupo Terceiro Corpo apresenta parte de sua investigação sobre a figura de Asja Lacis, fruto de uma pesquisa cênico-dramatúrgica focada no trabalho de ator e na ideia de “solo coletivo”, no qual várias atrizes partilham a mesma personagem em cena.

SERVIÇO
Espetáculo Asja Lascis já não me escreve
Quando: 18 de fevereiro, às 19h
Onde: Teatro do Dragão do Mar
Censura: 14 anos
Entrada gratuita

Categorias: Sem categoria

Comentário Encerrados.