Experiência do Colégio de Dança e relação com CTD é tema de mais um Afluentes

O bate-papo, realizado em comemoração ao aniversário de 15 anos do Curso, será realizado no dia 8 de julho no Youtube e no Facebook da Escola

Reunindo nomes consagrados da dança cearense, a segunda edição do Afluentes Dança, promovida pelo Porto Iracema das Artes, será realizada no dia 8 de julho. A conversa terá participação de alunos e coordenadores que passaram pelo Curso Técnico em Dança (CTD) e que abordarão a experiência do Colégio de Dança como precursora da criação do CTD, além de elementos pedagógicos que estruturam o Curso no contexto da formação em dança no Estado. A live será transmitida a partir das 17h, no canal do YouTube e no Facebook da Escola.

Realizado em comemoração aos 15 anos do CTD, o encontro trará a ex-coordenadora Programa de Formação em Dança do Porto e atual coordenadora dos Laboratórios de Criação da Escola, Cláudia Pires, o ex-coordenador do CTD, Flávio Sampaio, e os ex-alunos Silvana Marques e Rubéns Lopes, que também dividirão com o público suas trajetórias e refletirão sobre a importância do curso no seus processos formativos. O debate será mediado pelo também ex-coordenador, Ernesto Gadelha.

Os bate-papos integram a programação da série Afluentes, realizada com o intuito de reunir professores, tutores, alunos e artistas que participaram das diferentes esferas formativas da Escola. A primeira edição comemorativa do CTD aconteceu no dia 10 de junho, com os artistas Andréa Bardawil, Ernesto Gadelha, Elane Fonseca e Éder Soares, que debateram a trajetória do Curso no contexto formativo local. A live pode ser encontrada AQUI.

Sobre Claudia Pires

Foto: Joyce S. Vidal

É bailarina e pedagoga com especialização em Arte-Educação. Concluiu o curso de Professor de Dança pelo Instituto Dragão do Mar (IDM), através do Colégio de Dança do Ceará, e dirigiu o Vila das Artes, escola de formação em artes da Prefeitura de Fortaleza, entre 2013 e 2016. Integrou o Conselho Municipal de Educação nos anos de 2013, 2014 e 2016 e também a Câmara Setorial de Dança do Ministério da Cultura de 2005 e 2006. Criou a Associação dos Bailarinos, Coreógrafos e Professores de Dança do Ceará (PRODANÇA), da qual foi presidente de 2003 a 2005. De 2017 a 2018 coordenou o Programa de Dança do Porto Iracema, compreendendo o Curso Técnico em Dança (CTD) e o Laboratório de Dança.

Sobre Flávio Sampaio

Foto: Té Pinheiro. Registro da inauguração da Sala de Dança Flávio Sampaio, no Porto Dragão. Confira as imagens desse dia em https://bit.ly/3iga3OG.

Acumula 35 anos no ensino da dança. Estudou metodologia Vaganova com Nina Sperantskaya – Bailarina principal do Ballet Bolshoi e Andrey Smirnov – Professor da Escola Coreográfica de Moscou. Bailarino do Teatro Guaíra de Curitiba e do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Professor do Corpo de Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, do Curso de Dança da UniverCidade-RJ e de diversas companhias no Brasil, Polônia, Alemanha, Suíça, França, Portugal e Cabo Verde. Coordenador do Curso de Dança da Universidade Gama Filho, Diretor do Colégio de Dança do Ceará, Coordenador do Curso Técnico em Dança do Ceará. É o idealizador do “Projeto Dançar Paracuru”, que reúne a Escola de Dança de Paracuru, a Mostra Paracuru de Dança e a Paracuru Cia. de Dança. Autor dos livros: “Ballet Essencial” e “Balé Passo a Passo”, sobre o ensino da dança clássica e co-autor de “Ceará de Corpo e Alma” e “Lições de Dança 2”.

Sobre Rubéns Lopes

É artista, professor e pesquisador em dança, formado pelo Curso Técnico em Dança do Ceará e pela licenciatura em Dança na Universidade Federal do Ceará (UFC). Iniciou seus estudos em dança em 2005 sendo bailarino de escolas e companhias de dança em Fortaleza e da Decidedly Jazz Danceworks (Calgary/Canadá). Dirige a Cia Anagrama desde 2008, onde desenvolve a pesquisa de movimento em dança do “Corpo Lânguido”. Atualmente coordena o programa de extensão em danças africanas ancestrais no Instituto Federal do Ceará – IFCE Campus Fortaleza, compõe o quadro de professores do curso técnico em dança do Ceará, do curso de iniciação à dança contemporânea (Prodança), do curso profissionalizante em danças cênicas (Escola Livre Balé Baião/ Itapipoca) e da O Casulo escola de dança. Sua pesquisa em dança abrange a Técnica de Graham, Safety Release, Gaga Moviment e as corporeidades negras. Dentro do ativismo no Movimento Negro pesquisa os gêneros dancehall, jazz e algumas danças ancestrais africanas.

Sobre Silvana Marques

É bailarina, intérprete-criadora, coreógrafa, pesquisadora e professora em Dança. Especialista em Dança Educação, Graduada em Educação Física. Se formou na primeira turma do Curso Técnico em Dança. Iniciou seus estudos aos nove anos de idade, na Edisca – Escola de Desenvolvimento e Integração Social para Criança e Adolescente. Possui uma sólida formação em Dança Clássica e Dança Contemporânea, formação essa complementada pela prática de diversas outras modalidades de dança. Com uma vasta atuação cênica em palcos do Ceará, de outros estados do Brasil e do exterior, incluindo apresentações na França, Alemanha, Áustria, Argentina e Cabo Verde Foi bailarina da Staccato Cia de Dança, dirigida pelo coreógrafo Paulo Caldas. Seus longos anos de atividade artística na Edisca associados a vários anos de atuação profissional pedagógica no Centro Cultural do Bom Jardim e na Escola Pública de Dança da Vila das Artes tornaram-na uma profissional com competência técnica e uma ampla experiência artística.

Sobre Ernesto Gadelha

Ex coordenador do CTD e mediador da conversa. Diplomado em Pedagogia da Dança pelo Instituto de Danças Cênicas de Colônia, graduado em Licenciatura em Dança pela Universidade Federal do Ceará, pós-graduado em Dança Contemporânea pela Folkwang Universität der Künste e mestrando em Educação pela FACED-UFC. Artista e professor com trajetória internacional, Ernesto Gadelha vem atuando ainda como curador, coordenador pedagógico e gestor em instituições de formação e difusão em dança.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O quê: Experiência do Colégio de Dança e relação com CTD é tema de mais um Afluentes Dança
Quando: 8 de julho, a partir das 17h
Onde assistir: Canal do YouTube e Facebook do Porto Iracema das Artes

 

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Rafaela Leite

Publicado em 30/06/2020