Espetáculo de dança KKKK realiza temporada de estreia em Fortaleza

O espetáculo “KKKK” inicia temporada de apresentações no Teatro do Dragão do Mar, nos dias 11, 18 e 25 de agosto, a partir das 20h. O trabalho surgiu como exercício de conclusão da quarta turma do Curso Técnico em Dança (CTD), da escola Porto Iracema das Artes, e partiu de uma investigação do som do riso para compor a coreografia. Assim,  foi costurada uma composição de 13 minutos em que quatro bailarinos partem da onomatopeia do riso e da gargalhada para desenvolver partituras de movimento.

Na composição, decidiu-se usar um figurino que remetesse à unificação de massas de trabalhadores e escolheu-se um traje típico de empregadas domésticas. Essa escolha foi fundamental para gerar um dispositivo de discussão no trabalho, que é o fato de os uniformes estarem relacionados à mecanização de ações em espaços totalmente preenchidos por labor. Sendo este um
uniforme de empregadas domésticas, pode-se pensar também na relação trabalhista entre essas pessoas e seus patrões. Sabemos que os últimos anos geraram conquistas legais para a regulamentação da profissão, mas esses trabalhadores ainda são tidos na sociedade como escravos do lar, recebendo baixos salários e tendo sobrecarga de serviços.

O espetáculo discute também as possibilidades e necessidades de uma composição cômica nos dias atuais. O trabalho é uma proposição do coreógrafo Victor Hugo Portela, com estreita colaboração dos bailarinos Luciene Feitosa, Honório Félix, Jhon Morais e Bruno Gomes. Também participa do processo a diretora de fotografia e bailarina Indira Brígido. Os artistas participam de grupos e coletivos da cidade como a Cia Dita, Omi e No Barraco da Constância Tem!. Nesta obra, compõem o Criações de Calabouço, coletivo criado em 2015 a partir do nascimento do espetáculo. Criações de Calabouço é um lugar de trânsito e de encontro e sua criação visa a uma não personalização de assinatura.

 

SINOPSE

O trabalhador em massa e suas outras possibilidades de estar. Com uniformes, os corpos se perdem no todo e, ao mesmo tempo, se encontram ao criar pontes de identificação com o público. O riso como reflexão sobre as condições e relações estabelecidas nos espaços de trabalho. Da cozinha para o quarto, do jardim para a garagem. Bater o ponto. Rir para não chorar. Constrangimento? Reação? É tão engraçado. É? Um convite para uma possível diversão. Possível.

FICHA TÉCNICA
Direção: Victor Hugo Portela
Bailarinos-coreógrafos: Bruno Gomes, Honório Félix, Jhon Morais e Luciene Feitosa
Interlocução: Andréa Bardawil
Iluminação: Victor Hugo e Walter Façanha
Figurino: Ruth Aragão
Assistente de Figurino: Isac Bento
Orientação sonoro-musical: Consiglia Latorre
Direção de Fotografia: Indira Brígido
Programação visual: Diogo Braga
Classificação indicativa: Livre
Apoio: Associação dos Bailarinos, Coreógrafos e Professores de Danças do Ceará ;
Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

 

Espetáculo “KKKK”
Onde: Teatro Dragão do Mar

Quando: 11, 18, 25 de agosto
às 20h

Quanto: R$10,00 (inteira) / R$5,00 (meia)