Engulo o mar que me engole

2019, longa-metragem, thriller político sapatão, ficção
De Cíntia Lima e Lílian Alcântara

Shay (37) é uma mulher negra e engenheira da Aeronáutica. Fez uma dura escalada na carreira militar até ser capitã da equipe de lançamento de satélites. Mas o seu novo desejo agora é o de integrar o seleto grupo de cientistas da Base de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. Shay não mede esforços para cumprir a negociação da Base com a comunidade quilombola pela desocupação do território. A missão fracassa quando uma líder do quilombo, em protesto, ateia fogo sobre o próprio corpo. Shay é responsabilizada por essa morte e passa a ser atacada publicamente. Após o escândalo, seus vídeos sexuais vazam na internet: ela é lésbica e tem fetiche por filmar suas relações e amarrar as parceiras. Shay é expulsa da Aeronáutica e perseguida, tendo então que optar entre viver no isolamento ou dar uma arriscadíssima volta por cima.