Em noite de shows, aula de danças africanas e feira de artes, Porto Iracema das Artes celebra 6 anos de efervescência

Escola já é referência no cenário de formação e criação artística. Além de apresentações musicais com Luiza Nobel e Pulso de Marte, aula aberta de dança e feira de artes visuais complementam a programação festiva no dia do aniversário, 29 de agosto

Na próxima quinta-feira, 29 de agosto, o Porto Iracema das Artes celebra 6 anos de fundação e prepara uma grande festa para comemorar. Depois de um mês de debates, aulas, apresentações musicais e oficinas, a programação de aniversário encerra-se com um show da cantora Luiza Nobel e da banda Pulso de Marte, artistas do Laboratório de Música da Escola, além da aula aberta Danças Africanas Ancestrais, com Rubéns Lopes, e uma feira de artes com trabalhos de diversos artistas da Cidade. A Escola lançará, ainda, convocatória para a Mostra Poéticas das Águas, que tem como objetivo promover processos de sensibilização para a preservação da água. O projeto da exposição será desenvolvido em parceria com a Cagece, a Companhia de Água e Esgoto do Estado do Ceará, uma das apoiadoras da instituição via Lei de Incentivo Fiscal. Toda a programação é gratuita e ocorrerá no Entorno da Escola, a partir das 17h30min.

Desde 2013, quando foi fundado, o Porto Iracema vem se consolidando como propulsor da arte cearense, sendo para muitos artistas do Estado, de todas as idades e regiões de Fortaleza e do Interior, um espaço de descobertas e de aprimoramento de habilidades nas mais diversas linguagens. Este ano, a Escola de criação e formação do Ceará celebra as Poéticas da Existência, tema escolhido para nortear atividades formativas e eventos.

Percurso de Som, módulo Escrita Sonora com o professor Israel Branco, em julho de 2019. Foto: Alan Sousa

O presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, acentua a importância de uma escola de formação em artes para consolidação do campo cultural do Ceará. “A escola é o lugar de preparação de novas gerações de artistas, um espaço de criação e de inovação estética. O Porto Iracema consolidou-se nestes seis anos num ambiente de criação e produção artística, uma escola democrática que prepara nossa juventude para os desafios do mundo contemporâneo”, diz o sociólogo, lembrando que o Porto Iracema insere-se na rede de escolas criativas do IDM, que inclui a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, o Programa de Formação em Artes do Centro Cultural Grande Bom Jardim e a Escola Thomaz Pompeu Sobrinho.

Bete Jaguaribe, diretora de formação do IDM e do Porto Iracema das Artes, também acentua a importância do projeto da Escola. “Nestes seis anos, desenvolvemos uma experiência muito especial de formação artística: inclusiva, democrática, generosa e esteticamente potente. Hoje, o Porto Iracema é especialmente um lugar do pensamento crítico, do encontro das diversidades, um lugar em que qualquer jovem pode ensaiar seus primeiros passos para o mundo das artes. Especialmente o jovem da periferia”, afirma.

Para a diretora do Porto Iracema das Artes, a escola Porto Iracema das Artes nunca foi tão necessária como agora, no Brasil contemporâneo. “Nós temos uma tarefa especial neste momento: contribuir na defesa do livre pensamento, em defesa das artes e, especialmente, em defesa da Floresta Amazônica”. A professora acentua que o Porto Iracema inicia neste mês de aniversário o projeto “ARTE LIVRE”, que promoverá debates, encontros e oficinas no sentido de reforçar a defesa da democracia no país.

Números

O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Programa de Fotopoéticas – Prática de Campo, com a professora Marília Oliveira, em maio de 2019. Foto: Alan Sousa

De 2013 a 2019, no Programa de Formação Básica, a Escola realizou mais de 10 mil matrículas em 540 percursos formativos, com 21.255 horas-aula. Foram formadas quatro turmas dos Cursos Técnicos de Dança e de Computação Gráfica nesse período. Ao longo das sete edições dos Laboratórios de Criação, 413 artistas passaram pelos Labs e 128 projetos já foram desenvolvidos. Mais de 50 mil pessoas foram alcançadas diretamente pelas formações e eventos dos Cursos Básicos, Técnicos e nos Laboratórios de Criação.

– PROGRAMAÇÃO DE ANIVERSÁRIO

Aula aberta

A programação comemorativa será iniciada com a aula aberta “Danças Africanas Ancestrais”, que ocorrerá na rua Dragão do Mar, em frente à Escola. Na atividade, a partir das 17h30min, o professor Rubéns Lopes traz à tona temas relacionados à (re)conexão com a corporeidade ancestral e a África, a partir das danças afrobrasileiras, mas também as negras, de forma mais abrangente.

Artista e pesquisador de dança, performer e manequim, o professor Rubéns Lopes tem pesquisas acadêmicas nas áreas de juventude e dança. É ativista do movimento negro na cidade de Fortaleza e também desenvolve pesquisas em danças negras.

Feira de artes

VI Feira do Mar, julho de 2019. Foto: Té Pinheiro

Durante a festa, artistas do curso de Artes Visuais do IFCE-Fortaleza se juntarão a algumas de nossas alunas para uma Feirinha de Artes. A ideia da Feirinha é dar visibilidade às produções autorais e aproximar os artistas de um público maior, participando de eventos variados. No aniversário do Porto, a feira será na rua ao redor da Escola e vai iniciar às 18h. Já foram confirmados os artistas Ana Clara, Arthemis, Camila Vas, Érica Nogueira, Jotha, Miguel Nature e Nina Santiago. As linguagens são tão plurais quanto os participantes. Serão vendidas peças de bordado, zines, camisetas, cartazes, stickers, fotografia, ilustrações, quadros, bottons e outras produções.

Show
A partir das 19h, dois dos quatro projetos da edição 2019 do Laboratório de Música do Porto Iracema subirão ao palco montado na rua Almirante Tamandaré, na lateral da Escola. Quem estará à frente dessa noite são as cantoras Luiza Nobel, apresentando ao público as primeiras notas de seu projeto “Um corpo sem voz em busca de voz”, que tem tutoria de Mahmundi, e as vocalistas da banda de rock Pulso de Marte, Letícia Monteiro e Nathalia Rebouças, que integram projeto homônimo do Lab Música, tutorado por Raquel Virgínia.

Conheça os projetos do Laboratório de Música que se apresentarão nesta qunita-feira, dia 29:

“Um corpo sem voz em busca de voz”

Foto: Té Pinheiro

“Um corpo sem voz em busca de voz” é o primeiro projeto autoral da cantora Luiza Nobel. Apresenta canções tematizadas na aceitação do corpo, relações amorosas e reflexões da mulher negra. Busca encontrar uma musicalidade que transite pelos gêneros produzidos dentro na era analógica, como o soul, jazz, blues, rock, samba/rock, mas que também passeie pela música pop digital produzida atualmente. Integram o projeto os músicos Moisés Felipe Carvalho (Zéis) e Glauber Alvez. A tutoria é da cantora e produtora carioca Mahmundi.

Pulso de Marte

Foto: Té Pinheiro

Liderada por duas mulheres, Letícia Monteiro e Nathalia Rebouças nas composições, vocais e guitarras, a banda de rock Pulso de Marte tem 4 anos de atividades. Com Jefferson Lima Castro (bateria) e Charles Costa (baixo), as principais referências são o indie rock, MPB, pop e hardcore. A banda está finalizando seu segundo CD, depois da temporada de shows e festivais mostrando o repertório do primeiro, A Busca, disponível nas plataformas de streaming. A tutoria é da cantora Raquel Virgínia, do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira.

Mostra Poéticas das Águas

Foto: Alan Sousa

Parceria entre o Porto Iracema das Artes, por meio do Instituto Dragão do Mar (IDM), e a Cagece vai selecionar 20 trabalhos para compor a mostra “Poéticas das Águas”, exposição que acontecerá no Porto Iracema de 10 de outubro a 22 de novembro. A convocatória tem como objetivo estimular e incentivar a criatividade e a produção artística de jovens estudantes cearenses para, a partir de obras artísticas, sensibilizar o público para a questão da água. O lançamento do edital integrará a programação do dia do aniversário da Escola, comemorado na próxima quinta-feira, 29 de agosto.

A mostra incentiva o debate de aspectos sociais, políticos, culturais e/ou artísticos voltados para a temática da água, a qual os trabalhos devem se adequar, devendo também figurar entre desenhos, fotografias, gravuras, ilustrações, vídeos e performances e não ter sidos premiados em outras convocatórias ou exposições até a data de encerramento das inscrições da chamada. Todos os autores selecionados receberão certificado de participação. Das 20 obras selecionadas, três serão premiadas com R$ 1.500, R$ 1.000 e R$ 500 reais, respectivamente, por ordem de pontuação durante a seleção.

Serviço
O quê: Noite de shows, aula aberta de danças africanas e feira de artes celebram 6 anos de efervescência do Porto Iracema das Artes

Quando: Quinta-feira, 29 de agosto

17h30min – Aula de danças africanas ancestrais

18h – Feira de artes

19h – Show com Luiza Nobel e Pulso de Marte

Onde: Porto Iracema das Artes (R. Dragão do Mar, 160 – Praia de Iracema)

GRATUITO

 

Assessoria de Comunicação | Porto Iracema das Artes

Publicado em 23/08/2019