Diabos de Fernando

Diabos de Fernando
Pernambuco, 2018,
Longa-metragem, Filme de Fuga Tropical, Ficção.

 

Sinopse: Brasil, década de 30. Período de insurreições e Golpes de Estado. A ilha de Fernando de Noronha é uma prisão política para cerca de 60 militantes do Partido Comunista Brasileiro. Entre eles, Fausto, que vive um romance secreto com Nara, uma nativa da ilha. Faltam apenas dois meses para a sua liberdade, data em que eles planejam se casar. No entanto, a inesperada chegada de Bezerra, um importante membro do PCB, põe em risco os planos amorosos de Fausto. No continente, há uma revolta em curso e Bezerra é peça fundamental para o seu êxito. Bezerra precisa fugir da prisão e chegar ao continente, e Fausto é o único marinheiro entre os presos capaz de construir e guiar uma jangada nesta odisséia tropical. Mas ninguém jamais conseguiu fugir da ilha-prisão.

 

Roteiristas:
Caio Dornelas é sócio da produtora 9 Oitavos e idealizador da Mostra Canavial de Cinema. Dirigiu os curtas O Que Se Memora (2014), O Esquema (2017) e Auto Falo (2018). É também diretor da 3a temporada do programa de Cine Pendrive, da TV Pernambuco, e idealizador/coordenador pedagógico da escola livre de cinema Engenho de Imagens.

Rodrigo Acioli é Mestre em História pela Universidade Federal de Pernambuco. Atua como escritor e editor. Foi roteirista e pesquisador da novela gráfica A morte e a morte de Frei Caneca (2013). Em 2017, criou a Titivillus Editora, e como escritor publicou o opúsculo erótico Língua de Quatro, e o livro de contos fantásticos Todos os dias nascem deuses.

 

Ficha Técnica:
Tutores: Karim Aïnouz, Nina Kopko e Sérgio Machado
Assessoria e consultoria de roteiro: Pablo Arellano e Luciana Vieira
Coordenadora: Lis Paim
Produtor: Marcos Ferreira