Deambulando

Artistas pesquisadores:

José Alves Pimenta Júnior

Ana Cecília Araújo Soares de Souza

Resumo: O projeto consiste em dar continuidade a uma pesquisa sobre o ato de caminhar. A partir de rituais cotidianos, pensar a relação do corpo e mundo, a experiência na vida como ato performativo.

SONY DSCTUTORA: Marisa Flórido Cesar É Pesquisadora, crítica de arte e curadora independente. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais pela Escola de Belas-Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na área de concentração de história e crítica de arte. Possui livros e textos publicados sobre artes visuais em livros, revistas de arte, catálogos e periódicos no Brasil e no exterior, entre os quais: “Nós, o outro, o distante na arte contemporânea brasileira” [ Circuito, 2014]; “Ana Vitória Mussi” [organização e texto; Apicuri, 2013]; “Nelson Felix / Concerto para encanto e anel”, 2011 (texto); “Este nós precário e incerto” in: Humanidades/Revista da UNB 2010; “A ambivalência da imagem” in: Poiesis 13/ Revista do Programa de Pós-graduação em Ciência da Arte – UFF, ano 10-Agosto de 2009; “La piel del mundo” In: Arte Sur, 2009; “Humanidades por venir” in: Arte Cubano, 2009; “Como se existisse a humanidade” in Arte & Ensaio – Revista do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais EBA / UFRJ [Rio de Janeiro: EBA/UFRJ, 2007]; “Fronteiras móveis”, in: Crítica de Arte no Brasil: Temáticas Contemporâneas [org Glória Ferreira. RJ: Funarte, 2006.]; Insite 05: interventions, scenarios [Centro Cultural Tijuana/ San Diego Museum of Art, 2006]. Como curadora independente, entre outras exposições: “Transperformance 2 / Inventário dos gestos” [Oi Futuro Flamengo RJ, 2012] ; “Bang” -Ana Vitória Mussi [Oi Futuro Flamengo RJ, 2012] ; “Sonia Andrade: Retrospectiva 1974-93” [Centro de Arte Hélio Oiticica, RJ, 2011]; “Arquivo Geral” 2010 [co-curadoria com Beatriz Lemos – Centro de Arte Hélio Oiticica e Centro de Design Carioca]; Décima Bienal Habana – Integración y resistencia en la era global [como curadora consultante – Havana, Cuba, 2009]; exposições “Arte e Música” [Caixa Cultural, DF, SP e RJ 2008]; Programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais 2001/2003 , exposição “Sobre(A)ssaltos” , [BH-2002]; membro do Conselho curatorial do Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho, Castelinho do Flamengo[RJ, entre 2003 e 2004]. Foi crítica de arte no jornal O Globo (entre 2010 e 2013), tendo atuado também como crítica no Jornal do Brasil (entre novembro de 2004 e março de 2005) e na Revista Isto é. Vive e trabalha no Rio de Janeiro, onde nasceu