Circe Macena e Vanéssia Gomes, ex-Laboratórios de Criação do Porto Iracema, compartilham pesquisas artístico-acadêmicas

Foto: Pâmela Soares

Os encontros acontecerão nos dias 17 e 19 de setembro, sempre a partir das 19h, na Sala de Teatro Sidney Souto

A primeira edição deste ano do “Maremoto: Compartilhamento de pesquisas artístico-acadêmicas” tem como convidadas a atriz e dançarina Circe Macena e a atriz e socióloga Vanéssia Gomes. A ideia é, em formato de roda de conversa, que as artistas pesquisadoras dividam seus trabalhos com o público. Os encontros acontecem na Sala de Teatro Sidney Souto, sempre às 19h, com acesso gratuito e aberto a todos os interessados.

No dia 17 de setembro, Circe Macena dialoga sobre seu projeto de pesquisa “EMBARCADOS – corpos em criação a partir do Fandango do Mucuripe/CE”, desenvolvido em 2017 no Laboratório de Dança do Porto e que foi aprovado no mestrado em Artes do IFCE. No dia 19 de setembro, é a vez de Vanéssia Gomes partilhar suas experiências durante o desenvolvimento da pesquisa “CICATRIZ: Desmontagem de uma trajetória em teatro de rua”, elaborada durante sua passagem pelo Laboratório de Teatro de 2018. Os encontros terão caráter cênico, com a proposta de mostrar a pesquisa artística e acadêmica em uma só.

Sobre

Circe Macena

Foto: Gabriel Ponciano

Circe Macena é dançarina, atriz e mestranda em Artes pelo IFCE. Licenciada em Teatro pelo IFCE, com especialização em Artes. Pesquisadora do Grupo de Estudos em Cultura Folclórica Aplicada IFCE/CNPQ, bolsista PAPEX/IFCE e diretora de Ensaios do Grupo MiraIra – Laboratório de Práticas Culturais Tradicionais, onde atua desde 1997. Atualmente desenvolve ações educativas para reconhecimento do patrimônio imaterial por meio de vivências de brincadeiras, folias e danças e pesquisas na área de Processos de Criação, Etnocenologia, Performatividade e Matrizes Tradicionais Culturais.

Confira resumo acadêmico da pesquisa de Circe Macena:

A presente dissertação discorre sobre a criação de um espetáculo cênico a partir da memória das matrizes estéticas tradicionais do Fandango do Mucuripe (CE), dança dramática que representa aventuras de marinheiros em alto mar. Para a composição cênica da obra, utiliza-se tanto do saber ancestral da brincadeira e suas histórias marítimas coletadas em campo, como do estudo da performance do corpo embarcado que trabalha e dança ao mar. O espetáculo “Corpos Embarcados” é um experimento cênico onde busca-se realizar um novo exercício coreográfico na tentativa de aproximar essa brincadeira ao universo da dança e da teatralidade dos espaços culturais, como forma de favorecer, por meio do corpo, um encontro entre o saber ancestral e a contemporaneidade. A investigação de cunho qualitativo se inspira no método etnográfico na pesquisa em campo e nas descrições do processo criativo. O trabalho evidencia o diálogo entre memória, tradição e contemporaneidade, na busca pela poética da criação cênica partir de matrizes estéticas da tradição.

Vanéssia Gomes

Foto: Joyce S. Vidal

Atriz, socióloga, mestre em Artes pelo IFCE. Vanéssia desenvolve pesquisas em atuação teatral, teatro de rua, pedagogia do teatro e em manifestações tradicionais populares. Artista do Grupo Teatro de Caretas (fundado em 1998). Prêmios de pesquisa e criação para teatro, nacionais e estaduais, com destaque para o Prêmio Interações estéticas – FUNARTE, 2008. Contemplada nos Laboratórios de criação teatral da Escola Porto Iracema das Artes, em 2014, e, em 2018, realizou a pesquisa sobre dramaturgia feminina e ativismo (direção Ana Correia – Grupo Yuyachkani – Peru).

Confira resumo acadêmico da pesquisa de Vanéssia Gomes:

A pesquisa apresenta os caminhos para a criação de uma desmontagem cênica como princípio de recriação e retorno à trajetória teatral em suas dimensões poética e política. Tal criação parte da articulação entre a descrição de três processos de pesquisa e criação que a atriz integrou no Grupo de teatro de rua – Teatro de Caretas, de Fortaleza. A pesquisa trabalha com noções de experiência, memória, teatro de rua e desmontagem cênica. A pesquisa nos aproxima de artistas e pesquisadores da América Latina.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há seis anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço
O quê: Circe Macena e Vanéssia Gomes, ex-Laboratórios de Criação do Porto Iracema, participam do Maremoto: Compartilhamento de pesquisas artístico-acadêmicas
Quando:
Dia 17 de setembro, às 19h, com Circe Macena
Dia 19 de setembro, às 19h, com Vanéssia Gomes
Onde: Sala de Teatro Sidney Souto (Rua Dragão do Mar, 160, Praia de Iracema)
GRATUITO

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Glauber Sobral
Publicado em 11/09/2019