Cineclube Âncora terá três sessões no mês de abril

Cena do filme “Peões”, de Eduardo Coutinho

Exibições acontecem nos dias 11, 18 e 25

Em abril, o Cineclube Âncora contará com uma programação diferente. Geralmente ocorrido quinzenalmente, este mês o cineclube terá três sessões em semanas seguidas. A primeira, no dia 11, exibirá o documentário “Peões” (2014), de Eduardo Coutinho, e terá como debatedor o cineasta e professor Márcio Câmara. A segunda exibição do mês, entrando como sessão especial, acontecerá no dia 18, com o curta “Supermemórias” (2010), de Danilo Carvalho. O debate ficará por conta do próprio diretor e do guitarrista cearense Fernando Catatau. Fechando a programação de abril, no dia 25, o longa documental “Pastor Cláudio” (2017), da cineasta mineira Beth Formaggini. O debate será comandado pela socióloga e professora Cristiana Parente. As sessões do Âncora acontecem a partir das 14h, no auditório ou no estúdio de audiovisual do Porto, e são gratuitas.

O Cineclube Âncora foi criado por alunos, em 2017, com a proposta de ser uma extensão da experiência da sala de aula do Curso Básico de Audiovisual da Escola. Este ano, as sessões do Âncora acontecem quinzenalmente, sempre às quartas-feiras à tarde, no auditório do Porto.

SOBRE OS FILMES

PEÕES
Eduardo Coutinho, Brasil, 2004, 85min
Debate com Márcio Câmara

SINOPSE
“O documentário mergulha na busca pelos metalúrgicos do ABC paulista que participaram de uma das maiores greves do século XX. O movimento mudou a face do sindicalismo brasileiro, forneceu as bases para a criação do Partido dos Trabalhadores (PT) e fez emergir a figura do líder Luiz Inácio Lula da Silva. Eles falam de suas origens, de sua participação no movimento e dos caminhos que suas vidas trilharam desde então.”

SUPERMEMÓRIAS
Danilo Carvalho, Brasil, 2010, 20min
Debate com Danilo Carvalho e Fernando Catatau

SINOPSE
“Um olhar poético sobre a cidade de Fortaleza-CE a partir de registros caseiros e super 8mm das décadas de 60, 70 e 80. Este é um fruto de uma manifestação da cidade no ato de doar sua memórias para uma poesia coletiva. Conduzido por uma série de pequenos filmes caseiros que mostram famílias e lugares que já não são os mesmos.”

PASTOR CLÁUDIO
Beth Formaggini, Brasil, 2017, 76min
Debate com Cristiana Parente

SINOPSE
“O documentário é uma conversa com o Bispo evangélico Cláudio Guerra, ex-chefe da polícia civil que assassinou e incinerou militantes que se opunham à ditadura.”

DEBATEDORES

Márcio Câmara é cineasta, técnico de som direto e professor. É graduado em Cinema pela San Francisco State University e Mestre em Comunicação, na área de Estudos de Som, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Produziu e dirigiu diversos filmes, em diferentes bitolas, com destaque para Rua da Escadinha 162, Identidades em Trânsito, Joaquim Bralhador e Do Outro Lado do Atlântico. Indicado 5 vezes ao prêmio de Melhor Som Direto do Brasil na Academia Brasileira de Cinema e Associação Brasileira de Cinematografia por filmes como A Ostra e o Vento, Lavoura Arcaica, Deus é Brasileiro, Peões, Amélia, Cinema, Aspirinas e Urubus, Mutum, entre vários outros. Coordena oficinas e cursos sobre Cinema, com ênfase no Som, desde 1996 em diferentes lugares do Brasil.

Danilo Carvalho cursou Música na Universidade Estadual do Ceará (UECE). Trabalhou como técnico de som direto dos filmes Antártica por um ano, de Julia Martins 2017; Praia do Futuro, de Karim Ainouz, 2012; Tatuagem, de Hilton Lacerda, 2011; O clube dos Canibais, de Guto Parente, 2017; Linz, de Alexandre Véras, 2011; Homens com cheiro de flor, de Joe Pimentel, 2010, e Clarice, de Pétrus Cariri, 2016. Responsável pela trilha sonora e desenho de som de Verona, de Marcelo Caetano, 2014; Batguano, de Tavinho Teixeira, 2015; Linz, entre outros. Eventualmente ministra aulas de Captação de Som e Desenho Sonoro na Universidade de Fortaleza (Unifor), na Escola Vila das Artes e no Porto Iracema.

Fernando Catatau é um guitarrista de rock brasileiro. Criou e lidera a banda cearense Cidadão Instigado  Já tocou com artistas como Vanessa da Mata, Los Hermanos, Otto, dentre outros. Trabalhou na produção do CD “Iê Iê Iê”, de Arnaldo Antunes, e “Avante”, de Siba.

Cristiana Parente possui graduação em Comunicação Social pela Faculdade da Cidade e mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Atualmente é professora assistente da UFC Tem experiência na área de cinema e audiovisual, computação gráfica, artes visuais, mídias digitais, computação gráfica e design gráfico e digital e tecnologia assistiva e publicidade digital. Vem desenvolvendo trabalhos de pesquisa na área da captura de movimento para computação gráfica, e mídias digitais, games e processos de gestão em produção audiovisual e ferramentas de gestão de acervos audiovisuais.

SERVIÇO
Programação de abril do Cineclube Âncora
Quando: Sessões nos dias 11, 18 e 25, sempre às 14h
Onde: Estúdio de Audiovisual e Auditório do Porto Iracema (R. Dragão do Mar, 160 – Praia de Iracema)
GRATUITO

Assessoria de Comunicação do Porto Iracema das Artes  | Myke Guilherme
Publicado em: 06/04/2018