“Cineclube Âncora” exibe e discute documentário Partida, de Caco Ciocler

Esta será a primeira sessão da mostra “Fabulações no real”. O debate, na próxima terça-feira, 8 de setembro, contará com a presença do diretor e dos pesquisadores de cinema Carlos Alberto Mattos e Kamilla Medeiros

Partir nem sempre implica em saudade, muitas vezes pode ser sinônimo de novas e melhores possibilidades. É o que mostra o documentário “Partida”, segundo longa-metragem do ator e diretor Caco Ciocler. Com uma narrativa recheada de política, afetos e urgências femininas, o filme abrirá a mostra “Fabulações no real”, do Cineclube Âncora, que acontecerá em oito encontros quinzenais até dezembro, com transmissão pelo Facebook e Youtube do Porto Iracema das Artes. O primeiro debate será na próxima terça-feira, 8 de setembro, a partir das 18h, e contará com a presença do cineasta. 

O filme será disponibilizado gratuitamente para 100 pessoas, por 24 horas. Para assistir, basta fazer a solicitação do link por meio de um formulário disponível AQUI

Diretor de obras premiadas como “Trópico de Câncer” e “Esse viver ninguém me tira”, Ciocler falará sobre os desdobramentos e aspectos do seu documentário que, em virtude da pandemia de Covid-19, estreou nas plataformas de streaming em junho de 2020. Além dele, também integram o bate-papo o crítico e pesquisador de cinema, Carlos Alberto Mattos e a curadora e também pesquisadora, Kamilla Medeiros.

A atriz Georgette Fadel (“O Banquete”, “As Domésticas: O Filme”).

Escolhido como o Melhor Documentário do 23º Festival de Málaga e premiado no 14º Fest Aruanda, o longa conta o percurso da atriz Georgette Fadel (“O Banquete”, “As Domésticas: O Filme”) que, diante do resultado da última eleição no Brasil, promete se candidatar à Presidência da República em 2022 por um partido formado só por mulheres, o “Partida”. Em meio a jogos cênicos e registros da realidade, a obra acompanha uma viagem de ônibus, rumo ao encontro do ex-presidente uruguaio, Pepe Mujica, sua maior inspiração política viva.

O Cineclube Âncora foi criado em 2017 pelos alunos do Porto Iracema, Kamilla Medeiros e Arthur Gadelha, com a proposta de ser uma extensão da experiência da sala de aula do Curso Básico de Audiovisual.

Sobre o filme

Título: PARTIDA
Ano: 2019
Duração: 93 min
Direção: Caco Ciocler

Sinopse

Diante do resultado da última eleição no Brasil, uma atriz decide candidatar-se à presidência da república e se juntar a uma trupe em uma viagem apaixonada em defesa de uma utopia: tentar passar a virada do ano nos braços de sua maior inspiração política, o ex-presidente do Uruguai Pepe Mujica.

Sobre Caco Ciocler

No audiovisual Caco Ciocler estreou como diretor com “Trópico de Câncer”, eleito melhor filme do Festival do Minuto. Seu primeiro longa-metragem “Esse viver ninguém me tira” participou das mostras competitivas do Festival do Rio e do Festival de Gramado, além de ganhar o prêmio do júri de Melhor Documentário no Festival de Cinema Brasileiro de Los Angeles. Em 2019, dirigiu seu segundo longa documentário “Partida”. Em maio de 2020, estreou a segunda temporada de “Unidade Básica”, na Universal TV, série que protagoniza e na qual assina dois episódios. Durante a pandemia de Covid-19, montou a Lista Fortes Brasil, dedicada a empresas privadas que queiram doar 1% de seu lucro líquido para investimentos em ações de combate à pandemia.

Sobre Carlos Alberto Mattos

Jornalista, crítico e pesquisador de cinema. É cocurador da Ocupação Eduardo Coutinho (programa Ocupação Itaú Cultural), autor dos livros “Sete Faces de Eduardo Coutinho”, “Cinema de Fato – Anotações sobre Documentário”, “Walter Lima Jr. – Viver Cinema”, entre outros. E recentemente, durante o período de quarentena, foi curador e mediador do NA REAL_VIRTUAL (Seminário online sobre documentário brasileiro contemporâneo).

Sobre Kamilla Medeiros

Pesquisadora de cinema, realizadora e cineclubista. É formada em Comunicação pela Universidade Federal do Ceará e em Audiovisual pelo curso básico do Porto Iracema das Artes. Atualmente se dedica aos estudos sobre documentário brasileiro e cinema de fabulação. Neste contexto da pandemia organizou e mediou sessões cineclubistas pela Vila das Artes com as participações especiais de Beth Formaggini, Consuelo Lins e Carlos Alberto Mattos.

Sobre a Mostra “Fabulações no real”

O Cineclube Âncora volta aos trabalhos neste período de quarentena com a Mostra “FABULAÇÕES NO REAL”. A ideia nasce da vontade de pesquisar sobre os limiares do cinema do real, vividos no real, seja pela ficção, seja pelo documentário ou pela mistura de ambos (ou mesmo a invenção de outros termos), seja como for, tais fabulações atuam neste território menos definido, entre o narrativo e o experimental, explorando novas formas estéticas e formais do cinema.

Para isso, entre setembro e dezembro de 2020, teremos encontros quinzenais com convidadas e convidados especiais para nos guiarem nessas fabulações, desde o ponto de partida da direção, da montagem, da produção, da crítica de cinema, da pesquisa e por aí vai. O cinema brasileiro será nosso destaque, com filmes lançados do início dos anos 2000 para cá, então, esperemos por debates generosos num momento em que o Brasil carece tanto disso: fabular para pensar e sentir o real.

Sobre a Escola

O Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, sob gestão do Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há sete anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

Serviço

O quê: “Cineclube Âncora exibe e discute documentário Partida, de Caco Ciocler”
Quando: 8 de setembro (terça-feira), às 18h
Onde acessar: Facebook e canal do Youtube da Escola Porto Iracema das Artes

Equipe da Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Rafaela Leite
Publicado em 02/09/2020