BR 116

RESUMO

A cantora Rúbia Celeste, 29 anos, após romper com o marido, também músico, decide percorrer de carro toda a BR 116, cujo ponto de partida fica na cidade de Fortaleza, e termina na fronteira com o Uruguai. Com o objetivo único de esquecer seu ex-amor, estando cada vez mais distante fisicamente dele, Rúbia conhece pessoas e lugares inusitados. A viagem é permeada por canções. Durante a viagem ela saboreia momentos de angústia pela dor do rompimento até ser tocada pela sensação de liberdade e independência de estar só na estrada.

PROPONENTE RÚBIA MÉRCIA MEDEIROS

Diretora do longa-metragem “BR 116”, em desenvolvimento no Laboratório de Audiovisual para Cinema, da Escola Porto Iracema das Artes. Atualmente é coordenadora da Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes (Fortaleza). Coordenadora regional (Nordeste I) do projeto O “Inventar com a Diferença: cinema e direitos humanos” (janeiro- agosto de 2014) é um programa educativo realizado pela Universidade Federal Fluminense e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura. Curadora e Idealizadora da Mostra de filmes-carta “ Por uma estética do encontro”. Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010-2012). Ganhou edital Secult-BA em parceria com o Espaço Imaginário ( Rio de Contas- BA), para desenvolver o projeto de residência artística ” Rio de Contas, eu te escrevo essa carta” ( julho de 2014). Especialista em Audiovisual e Meios Eletrônicos pela Universidade Federal do Ceará (2007-2009). Formada na primeira turma do  Curso de Realização em Audiovisual da Vila das Artes, promovido pela Prefeitura de Fortaleza em parceria com a Universidade Federal do Ceará (curso de cinema prático e teórico 2006-2009). É realizadora, produtora, pesquisadora e professora audiovisual, desenvolve pesquisa em produções audiovisuais com ênfase no documentário, novas mídias, história e memória, filmes caseiros e produções contemporâneas (ficção e documentário). Dirigiu Inventário dos Objetos ( 2004), Episódio Pedra do filme em episódios Praia do Futuro, Coma ( 2008), Cartas ( 2008) Vista Mar ( 2009), Cidade Imaginária (2010- filme em fase de finalização). Produziu filmes com Sábado a Noite de Ivo Lopes, Vaidade de Thais de Campos, Supermemórias de Danilo Carvalho, Miúdos de Pedro Diógenes, Governador Sampaio de Victor Melo, Passos no Silêncio de Guto Parente dentro outros. Atualmente faz parte do coletivo audiovisual Caratapa ( Fortaleza).  Faz trabalhos em parceria com a produtora Mirabilias ( Rio de Janeiro).

BENEFICIÁRIA IRENE BANDEIRA

Roteirista do longa-metragem “BR 116”, em desenvolvimento no Laboratório de Audiovisual para Cinema, da Escola Porto Iracema das Artes. Realizadora, fotógrafa e roteirista, formada em Comunicação social pela Unifor, especialista em Semiótica pela UECE. Extensão universitária na Universidade de Salamanca, Espanha, em Comunicação audiovisual. Professora de audiovisual do Cuca Che Guevara no período de 2009 a 2010. Atualmente aluna do curso de realização da escola de audiovisual da Vila das Artes. Atualmente faz parte do coletivo audiovisual Caratapa ( Fortaleza). Trabalhos nos projetos: Roteiro e direção do curta-metragem “Clínico”, 2014; Assistência de Fotografia do curta “Rua dos vagalumes” de Camila Vieira, 2014; Direção, Roteiro e Direção de Fotografia do curta “Mutação”, 2013; Roteiro e Direção de Fotografia das vinhetas da Mostra de filmes-carta, realizada no Rio de Janeiro; Direção de fotografia do curta “Companheiro”, de Vivi Rocha, 2013; Direção de Fotografia do curta “É Carona”, de Nataly Rocha, 2013; Assistência de Fotografia do curta “Multidões”, de Camila Vieira, 2012; Direção de Fotografia do curta “Sem Espinhos”, de Euzébio Zllocowick, 2012. Direção e Roteiro do curta “A Rabeca”, 2012, contemplado pelo edital das artes 2011 da Secultfor; Realização do documentário “Mamingo”, sobre os índios cineastas do Médio Xingu. 2011; Direção e Edição do vídeo clipe da música “Tetéu” da Banda Breculê. 2011.