Beatriz Gurgel: Artes visuais como um caminho profissional

Beatriz Gurgel Foto: Joyce S. Vidal

Foi a partir das aulas do percurso de formação básica de Artes Visuais do Porto que Beatriz descobriu que a área é um caminho profissional possível

 

Olhos azuis vibrantes, voz doce, jeito tímido. Assim é Beatriz Gurgel, a “navegadora” que revela baixinho o desejo potente de ser artista visual. Hoje aluna do curso de Artes Visuais do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), foi no Porto Iracema das Artes que ela descobriu a paixão pelas chamadas artes visuais. Um percurso que se firmou nas aulas dos cursos de formação básica da Escola.

Trabalhos de Beatriz Gurgel Foto: Joyce S. Vidal

Entre rabiscos e linhas tracejadas no papel, uma das técnicas aprendidas nas aulas com a artista cearense Simone Barreto, Beatriz encontra refúgio ante a câmera. Estudar no Porto é, sobretudo, sentir-se acolhida, ela diz. Além do percurso de artes gráficas, concluído em 2017, este ano ela participa da formação em fotografia. E como esquecer do curso de fotopintura com o grande mestre Júlio dos Santos, realizado nas férias passadas?!

“Artista que é artista nasce com o dom e a sensibilidade dentro de si”, arrisca Beatriz. Mas dar-se conta disso não é um processo fácil. Por isso, para ela, a trajetória sinuosa proposta pelo Porto, em que o aluno é quem traça sua rota formativa, foi e é tão importante.

Nesses trajetos, ela diz, a escola vai alimentando suas experimentações e curiosidades. Se o primeiro percurso lhe abriu as perspectivas, os seguintes serviram para alargar o olhar e renovar a sede de aprendizado.

Mas a passagem por este Porto foi muito além das técnicas. Segundo Beatriz, provocou uma ruptura nos conceitos que ela tinha sobre mercado de trabalho e trouxe para perto um futuro que parecia distante. As expectativas, as metas, as intenções com a arte e a atitude para com o mundo: tudo mudou. Ampliou. Foi a partir da experiência vivida na Escola que a jovem decidiu trilhar o caminho profissional pelas Artes Visuais, iniciando o curso superior no IFCE.

Foto: Joyce S. Vidal

Espaço de troca, lugar de abrigo, experimentações e construção de laços com os artistas e a arte de Fortaleza. Para esta navegadora, ancorar por aqui traz sempre uma descoberta com contornos inesgotáveis, acontece aqui e ali e renova-se a cada encontro.

 

 

 

Confira a entrevista com Beatriz Gurgel no vídeo produzido pelo Núcleo de Audiovisual (Nave) do Porto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Joyce S. Vidal

 

Assessoria de Comunicação Porto Iracema das Artes | Lua Latorre