Abalroadas

Resumo:

Abalroadas são variações de intensidade dos encontros, ações com desejo de causar aproximações em torno do que nos une: a dança e a cidade. A ação final desse projeto propõe guiar o olhar através das nossas danças, as técnicas, as estéticas, os repertórios de gestos vividos, buscando para além do movimento, as pessoalidades que fazem as danças existirem em nossos corpos.

Aqui, a cidade são as pessoas, as pessoas que dançam. Pensar a cidade com dança construindo um percurso, rabiscos no espaço-tempo, traços de formas, linhas de forças, afirmando o movimento constante na dança entre o que é singular e ao mesmo tempo coletivo.


Tutor: Denise Stutz

Iniciou seus estudos de dança em Belo Horizonte. Em 1975, junto com outros 10 bailarinos, fundou o Grupo Corpo. Estabelecida no Rio de Janeiro, trabalhou com Lia Rodrigues como bailarina, professora e assistente de direção. Foi professora do Curso Técnico em Dança da Escola Angel Vianna. Em 2003, começou a desenvolver seu próprio trabalho solo, apresentando-se nas principais capitais do Brasil e também na França, Espanha, Uruguai, África e Austrália.

Sua intensa pesquisa como criadora-intérprete resultou em obras como “Absolutamente só” (estreado no Itaú Cultural, em São Paulo), “Estudo para Impressões” (estreado em Madrid), “3 solos em 1 tempo”, “Espalha pra Geral!” e “finita”. Atuante como preparadora corporal e coreógrafa de projetos na TV Globo, Denise Stutz tem experiências em vários contextos de orientação de processos criativos, tais como o projeto Colaboratório, promovido pelo festival Panorama da Dança, no Rio de Janeiro e Teresina, e o projeto Ateliê de Composição Coreográfica e Processos Criativos em Dança, em Fortaleza.

Artista pesquisadores: Marina Carleial, Rosa Ana Lima e Anderson Damasceno